Armando Monteiro em visita a sertânia disse que: “Apesar da seca, o pequeno produtor não se deixou abater”

Sertânia – Animado com a participação de mais de 200 produtores rurais e 1,13 mil animais do Sertão na Exposertânia, o senador Armando Monteiro voltou a defender neste domingo (28) a implantação de um plano de investimentos para o período pós-seca, sobretudo em infraestrutura hídrica e segurança alimentar dos rebanhos.

“É preciso realizar ações permanentes, mais estruturantes, para fortalecer a nossa infraestrutura hídrica. Pernambuco precisa ampliar a malha de adutoras, fazer um programa ampliado de cisternas e garantir, por meio de pequenas barragens, o acesso à água naquelas regiões mais distantes. É preciso pensar num programa de silagem, porque o grande problema dessa seca foi exatamente a perda dos rebanhos”, afirmou.

Na opinião de Armando Monteiro, a Exposertânia é uma demonstração de que a seca “não conseguiu abater o ânimo dos pecuaristas”, principalmente porque contou com um número semelhante de produtores e animais do ano passado. “É uma demonstração da garra, da competência do homem que faz, com o seu suor a grandeza do setor primário de Pernambuco. Muitos festejam – e têm razão de fazê-lo –, os grandes projetos que chegam pra Pernambuco, a Refinaria, o Estaleiro Atlântico Sul... mas nós não podemos nos esquecer que os que fazem verdadeiramente a grandeza da economia de Pernambuco é uma legião anônima de pequenos produtores, pecuaristas, micro e pequenos empresários”, ressaltou.

Em mais uma passagem pelo Sertão, Armando Monteiro foi recebido pelos prefeitos Guga Lins (Sertânia), Madalena Brito (Arcoverde), Luiz Carlos (Custódia), Robson Leandro (Jatobá) e João Tenório (São Joaquim do Monte), além de vice-prefeitos, vereadores, secretários municipais, lideranças políticas locais e empresários.

Foto: Alexandre Albuquerque/Divulgação).


Tecnologia do Blogger.