Primeira reunião do segundo semestre na câmara de Buique , ainda vai render panos pras mangas.


Buíque: Depois de 30 dias de recesso, os parlamentares legislativos Buiquenses iniciaram suas atividades e pelo visto com  algumas pautas que amanhã estarão na boca do especialistas em políticas locais de plantão.
Como  sempre a primeira sessão  solene do segundo semestre foi aberta   pelo Presidente da casa, André de Araújo, em seguida a secretaria Cilda  Pacheco fez a leitura da última sessão  que registrou a aprovação por unanimidade do projeto de lei que delimitava  a provável emancipação política da Vila de Guanunby.
Inicialmente foram apresentados  e aprovados 09 requerimentos  e registrado a falta de dois parlamentares, Edil França e Agnaldo Avelino que não compareceram a primeira sessão do segundo semestre enquanto os outros 11  tiverem suas presenças garantidas.
Assuntos pertinentes sobre a saúde foram questionados por alguns vereadores, enquanto Anísio e Dodo cobrava  respostas os demais colegas  justificavam  que a situação no município vem  de uma demanda Nacional com faltas de profissionais para contratação não só em Buíque como também em praticamente todos Municipios Brasileiros.

Ainda falando em Saúde, o vereador  Melque    do Catimbau demonstrou  em plenário sua indignação com a descriminação sofridas pelos pacientes do município no Hospital Regional de Arcoverde, de acordo com o parlamentar Buiquense é inadmissível o tratamento dado aos pacientes  que chegam de Buíque no regional.
Tecnologia do Blogger.