Vereadores de Tupantinga iniciam o segundo período de 2013 aprovando e reprovando alguns projetos de Leis.

De volta aos trabalhos legislativos depois do recesso  parlamentar, apenas  oito dos onze vereadores Tupanatinguenses  compareceram ao plenário  Ednaldo Cavalcanti da casa José Jackson Galvão de Melo para assistirem a 1ª reunião do segundo período de 2013 realizada no início da noite desta terça feira(13).
Na pauta da reunião não foi apresentado nem um requerimento por parte dos vereadores presentes, até mesmo por que  tinha três  projetos  oriundos do poder executivo  apresentados na última reunião passada a serem votados na reunião e mais três  que foram também apresentados para serem votados já na próxima reunião, num total de seis projetos que foram apresentados numa única reunião  sendo que dois foram aprovados por unanimidade que são os projetos  que cria a gratificação para os pregoeiros participantes das licitações no município, e o outro que institui a política publica de cultura no âmbito do município de Tupanatinga.
Já os dois que foram rejeitados pelo vereadores foram o projeto de Lei de Nº 18/2013 que cria o Fundo Municipal de Assistência Social e o de Nº 19/2013 criando o Conselho Municipal de Assistência Social, sobre alegações que os projetos não continha em sua redação informações precisas os  vereadores reprovaram-nos.
Dos dois projetos apresentados hoje,  que foram o que introduz o aumento de números de mais 04 vagas no transporte   coletivo de passageiros alternativo  que faz as linhas entre Tupanatinga, Buíque, Arcoverde e Itaiba, esse  foi apresentado para ser votado na próxima reunião mas se depender dos vereadores presentes será mais um rejeitado  por que segundo seus argumentos não existe possibilidade de aumentar mais vagas até por que as que tem  os proprietários de vans trafegam quase vazios e não tem passageiros suficientes que possam viajar todos  os dias.
Enquanto o primeiro projeto  apresentado na noite para ser votado na próxima encontrou de inicio já a rejeição dos parlamentares  o segundo que institui a política pública de cultura no âmbito do município nem precisou esperar para ser votado na próxima reunião, atendendo a solicitação do vereador Mimo do posto , o presidente da casa Zé de Lino  colocou em votação  que além de render  elogios por parte de todos os vereadores  pelo resgate  e andamento da  cultura no município foi aprovado por unanimidade.
De todos esses projetos votados e apresentados em plenário um outro ainda poderá dar muito o que falar, trata-se do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias(LDO)  enviado pelo executivo municipal para ser votado. De poder das copias do projeto todos vereadores terão tempo para ler e analisar, em alguns casos serão acrescentados emendas parlamentares  pelas comissões de Finanças e Orçamento compostas pelos vereadores Jameson  Texeira,(Mimo do Posto) Renato Campos Alves (Renato de Braz)e José Portélio Bezerra . Já a comissão de  Justiça e Redação que tem  Idelfonso José de Lima, Joaquim Cordeiro Feitosa (Neto de Duca) além de José Adicio de Lima.
Presentes na reunião desta terça feira, estiveram os vereadores Renato de Braz, Regis da saúde,Neto de Duca, Idelfonso, Gilsa, Costa, Zé Lino e Mimo do posto.
Ausentes os vereadores Quinca de Elias, justificado  sua ausência pelo colega Braz,  Mara e Dílson de Zequinha.



Tecnologia do Blogger.