Eduardo Campos e Marina Silva, uma aliança que mexeu com o país

Para quem aspirava a sair candidata a presidente, Marina  Silva Obviamente perdeu por não conseguir montar em tem hábil seu próprio partido fixado pela Lei , nesse caso o sonho de ser presidente ficou ainda mais longe.Analisando, Depois de Marina Silva, Aécio Neves foi quem mais perdeu nessa junção, Marina deverá transferir parte dos seus 20 milhões de votos para Eduardo Campos, juntos os dois possuem  um perfil semelhantes.
Por outro lado como tudo na política e uma caixinha de surpresa, em um eventual segundo turno  contra Dilma Rousseff, o PSDB  não terá nem uma dificuldade em apoiar Eduardo Campos, já disse o ex Presidente da Republica Fernando Henrique. Diante dos fatos a recíproca  não é verdadeira, o PSB  já foi aliado do PT. Apoiar Aécio Neves seria uma guinada a direita que o partido inclinado não poderá dar.
Nesse caso quem realmente perdeu do que ganhou  foi a própria  Dilma com a aliança de  Eduardo  e Marina por que se antes Dilma seria obrigada a enfrentar três adversários  além de Aécio, agora vai enfrentar apenas dois, contando com  Aécio isso por que num segundo turno   contra Marina ela atrairia os votos do PSB e até mesmo do PSDB e agora de acordo com as analises políticas Contra Eduardo isso não vai acontecer.
De certeza mesmo  até agora nessa historia ,  quem ganhou mesmo foi o Próprio Eduardo Campos, até  aqui desconhecido  pela  esmagadora  maiorias dos Brasileiros, e que agora passa a ter o aval da vice campeã Nacional  das intenções de votos o que  dará uma guinada definitiva numa campanha que antes tinha Marina, Aécio, Eduardo, ambos contra o PT, com  toda essa mudança só resta uma coisa a se fazer, simplesmente esperar pra ver.

Redação reeditada  pelo  texto de Ricardo Noblat
Tecnologia do Blogger.