Prefeita Madalena visita obras da Adutora de Arcoverde ao lado do secretário de Infraestrutura e comitiva da Compesa

Atualmente, estão sendo construídos, semanalmente, cerca de quatro quilômetros da Adutora. Durante a inspeção nas margens da BR – 101 (em direção a Ibimirim), Roberto Tavares determinou um acréscimo da equipe da frente de trabalho. “A partir de segunda-feira (03), estamos dobrando as equipes. Antes eram quatro agora serão oito”, garante Tavares.
A previsão é que até o final de março as obras estejam concluídas, antecipando pouco mais de um mês da meta que era final de abril. Faltam 38 km para a chegada da água em Arcoverde.Com a construção dos dois poços na Bacia do Jatobá, serão, ao todo, cinco poços com uma vazão de 200 litros por segundo, o que antes representava apenas 90 litros por segundos.“Aqui, estou enquanto gestora e defensora dos interesses do meu povo. Agradeço o apoio do governo Federal e do Estado. A adutora de Arcoverde beneficiará toda nossa população, que, hoje, sofre com um racionamento iniciado com 17 dias sem água e três dias com e, que pode chegar a trinta dias, em fevereiro.”, esclareceu a prefeita Madalena em entrevista de rádio, nessa manhã.
Segundo o Gerente Regional do Sertão da Compesa, Fernando Lobo, em Abril, o racionamento  pode variar de três a oito dias em determinados pontos e cerca de 20% da cidade terá água 24 horas.

Fonte e Foto: Fabio Santos
Tecnologia do Blogger.