Comerciantes Buiquenses reclamam do movimento da feira livre no dia de sábado, e alguns sugerem a mudança do dia.

Uma missão  nada impossível  foi percorrer pelas principais ruas do comercio, na feira livre  e buscar dos próprios comerciantes depoimentos descontentantes sobre a principal   situação  de baixa que vive os estabelecimentos comerciais  com suas vendas em pleno  sábado “Dia de Feira”.
Para alguns comerciantes entrevistados no último sábado (01) de fevereiro , a feira do dia de sábado na capital do vale já teve seus resis motivos para que o comercio de uma forma geral ficassem abertos até ás 18 horas, isso quando durante todo o dia de feira livre  existia clientes dentro das dependências comerciais realizando suas compras, o que não acontecem mais na atualidade,isso por que a feira livre só funcionam de verdade no sábado até praticamente uma hora da tarde, e se muito for não passa das duas horas restando apenas as ruas vagas e o comercio em geral com as portas abertas onde os empresários estão tendo prejuízos  gastando energia elétrica  sem nada vender.
Entretanto para a maioria dos comerciantes visitados uma alternativa correta seria que todos entrassem em consenso e que ao invés da feira livre assim como  todo comercio em si fechassem suas portas a partir das 14 horas seguindo ao exemplo de demais cidades do interior que no sábado todo comercio funciona até as duas horas da tarde.
Enquanto um grupo de comerciantes se dividem para que as lojas em dia de sábado fechem as 14 horas,outro grupo acham por bem que a mesma seja transferida para um outro dia da semana já que na cidade devido aos pagamentos de alguns benefícios do governo, como INSS,Bolsa Família entre outros são efetuados nos dias úteis e de segunda a sexta a feira é melhor e tem mais rendimentos do que no próprio sábado.
As justificativas e opiniões são muitas e geralmente adversas,mas o que os próprios comerciantes  na sua maioria concordam em grau e gênero é que ficar com as portas dos seus comércios abertas a partir das 14 horas do sábado, ao invés de dar lucro com as vendas, só trazem prejuízos com gasto da energia elétrica e com o pagamento de funcionários que passam toda tarde sentados de braços encruzados sem vender nem receber por que os consumidores já não estão optando mais por realizarem suas compras a parte do sábado uma vez que durante todos os dias da semana tem opção de fazer suas compras por todo dia tem feira livre em Buíque.      

Observação: Imagens captadas pelo girosocialb durante toda tarde do último sábado dia 1º de fervereiro.
Tecnologia do Blogger.