O GOSTO AMARGO DA TRAIÇÃO:. Câmara de vereadores de Buíque elege por 7 á 6 votos o novo presidente Felinho da Serrinha e sua mesa diretora para o biênio 2015/2016

Na verdade em Buíque no agreste do estado, o capítulo de uma novela política nunca foi tão esperado quanto o da eleição de presidente e sua mesa diretora na câmara de vereadores, uma vez já com sua antecipação programada e cheia de favoritismo para chapa lançada pelo então presidente que  antes mesmo de viajar com seus possíveis aliados políticos já estava definida.
Mas como política é um jogo sedutor e só se conhece os vencedores apenas na hora que abre as urnas, todo favoritismo da chapa 2 que conduzia André de Toinho a reeleição da casa Jorge Domingos Ramos, composta pelo  seu vice presidente o vereador Edil Modesto de França, e ainda José Daidson Amorim no cargo de 1º secretario seguido por Paulinho da saúde como segundo secretario,  no momento que foi para contagem de votos todo favoritismo da chapa 2 para tristeza de suas dezenas de fãs e aliados do próprio André foi pro espaço, sendo que em cima da hora  foi derrotada pelo então Grupo dos quatros, grupo esse  que inicialmente  na visão dos mais otimistas  seria apenas mais um  derrotado, isso por que de certo mesmo só podiam contar com os votos individual de cada um , nesse caso Felinho, Dodo, Damião Tomé e Rômulo Camelo.
 Mas na verdade, como em Buíque o jogo da política pelo poder requer certas artimanhas, tornando se inevitável saber qual seja o resultado, principalmente quando o grupo opositor é formado por feras experientes que induzem a todos e qual quer um por traz dos bastidores acreditar nas probabilidades mais remotas e impossíveis, nesse caso, ou seja como será que alguém agora irá explicar um vitória de um grupo que de certo mesmo dos 13 votos dos legisladores na câmara apenas quatros estava certos confirmados para o G 4.
O que aconteceu é simples e fácil de analisar, enquanto o atual presidente e candidato à reeleição André de Toinho desfrutava em recente viagem das companhias dos oito colegas vereadores que até então momento ele pensava que já lhe daria por certo á sua vitória, o grupo dos 4 sem favoritismo nem um usava de toda experiência do mestre Rômulo Camelo com jogadas de mestre para articular a vitória até então   impossível de acreditar, isso por  que todas as apostas davam a vitória a André de Toinho e seu grupo que seria a maioria em plenário, isso era o que aparentemente apresentava.
Grupo dos Quatros, G4
 Sobre um forte esquema de segurança, como já estava tudo projetado e programado para vitória do atual presidente e candidato  á reeleição  do  biênio 2015,2016, no início das reunião  já era visível o contentamento  de alguns vereadores  que por certo acreditavam na vitória, isso por que tinha quase a certeza, “digo quase”,  por que depois de contadas as 13 cédulas e assinadas pelos proprios  contendo duas chapas á 01 e a 02 cada vereador seguiu para cabine de votação onde em segredo ali    selava o destino do próximo comandante  da casa  a partir de 1º de janeiro de 2015, mas como as vezes nada sai do jeito planejado, para surpresa daqueles que  acreditavam por certo já na vitória, quando se abriu  a  urna veio a decepção que teve  aquele gosto amargo da traição, elegendo  Felinho da Serrinha  como o novo presidente da câmara de vereadores seguido por  Dodo na vice, isso por que, Damião Tomé assumirá o cargo de 1º Secretário, e Rômulo se confirmando como segundo chegando ao final o último capítulo de uma novela cujo resultado final não estava previsto e nem foi o esperado por seu público, público esse que a partir de 1º de janeiro estarão sendo substituídos por outros que irão estar sorrindo enquanto alguns irão  estar chorando aguardando uma nova oportunidade que não saberão se ainda vão ter.


Redação, Foto e Texto: Adauto Nilo

Tecnologia do Blogger.