Com a falta de serviços bancários eficientes, Tupanatinga no agreste do estado fica cada dia mais deserta, sem entrar dinheiro na cidade, alguns comerciantes ameaça fecharem suas portas.

Quando o assunto em pauta é os serviços bancários na cidade de Tupanatinga, no agreste do estado, a população de 25 mil habitantes estar cada dia  estar se sentindo mais abandonada, principalmente  no momento em que necessita pagar um conta, ou até mesmo sacar  seu dinheiro, sem nem uma das duas agencias bancarias do município estar funcionando a única solução e andar cerca de 25 km até a vizinha cidade de Buíque, também no agreste que já não estar suportando a demanda nos atendimentos por que além de seus 55 mil habitantes tem que    socorrer uma boa parte  dos outros 25 mil que vem de Tupanatinga.
Classificada de cidade deserta por uma boa parte da população, que sofrem com a falta dos serviços bancários, acusam as autoridades competentes pela falta de empenho para que tudo volte a sua normalidade, se na cidade não entra dinheiro quem se arrisca buscar em outras cidades por lá mesmo deixam e com isso o comércio local estar vivendo seu pior momento correndo, inclusive o risco de alguns fecharem suas portas.  
Depois do arrombamento nos caixas eletrônicos do Banco do Brasil, há seis meses, recentemente o que já estava ruim ficou pior, os caixas do posto da agencia do Bradesco também foram explodidas e definitivamente complicou a situação de quem precisa de serviços bancários na terra de Santa Clara.   

Enquanto isso em Buíque com a situação de Tupanatinga sem serviços bancários, existindo apenas postos autorizados para pagamentos de contas e alguns saques, o atendimento principalmente no Banco do Brasil começou ficar precário pelo excesso de clientes das duas cidades juntas.   
Tecnologia do Blogger.