O talento do um sertanejo exposto em baixo de uma árvore as margens da Br 232 em Cruzeiro do Nordeste.







































Quando o assunto em questão é a bravura  do povo sertanejo, ainda há quem duvide no talento que cada homem e cada mulher tem consigo, inquestionavelmente  os grandes meios de comunicações deste país, ainda por que não se sabe, ainda não se sabe, qual é  o fascínio que  envolvem os redatores  e chefes de jornalismo das grandes emissoras de TVS , Jornais e revistas  colocarem em suas pautas com  tamanho destaque, a fome e a miséria de uma camada social mesmo que seja minoritária no Nordeste Brasileiro.
Verdade seja dita, não podemos admitir essa exploração da imagem do Nordestino, principalmente do sertanejo por que aqui o céu é o limite para o talento por que ainda somos um celeiro artistas sertanejos talentosos divididos em vários estilos que cultivam sua cultura e suas artes.
Trafegar pela BR 232 que liga a capital do estado de Pernambuco ao sertão do Araripe, não é a mesma coisa de trafegar nas grandes rodovias do pais principalmente no sul e sudeste, mais ao contrário do que  se é mostrado pelos grandes meios de comunicação que lucram bilhões com a imagem frágil e pobre do povo sertanejo ao longo do percurso do Recife a Petrolina o sertão tem muito o que mostrar com  seus artistas nas beiras das estradas e  suas paisagens  que vislumbram e encantam com suas belezas, e que foram formadas caprichosamente pela natureza.
No povoado Cruzeiro do Nordeste, antes do trevo que liga a BR 232 aos municípios de Ibimirim e Sertânia, Jeferson Danilo da Silva de 22 anos é uma prova que realmente existe sertanejo talentoso, casado e sem filhos, o artesão divide seu trabalho com milhares de passageiros que fazem da 232 sua principal rota de acesso para o sertão, seguindo as trilhas do talento de seu pai, o também artesão, Jeferson transforma como ninguém um pedaço de madeira em imagens de santos, sejam barrocos ou tradicional , a perfeição e tamanha que a imagem por ele trabalhada   mais parece ter sido moldada numa forma  de tanta perfeição e  são vendidas a  um preço praticamente simbólico entre 80 a 120 cada peça.
 Pra quem tem apreço por peças de artes, fica quase impossível não parar o veículo, apreciar e levar pra sua casa, uma imagem esculpida pelas mãos de um artista que ganha a vida fazendo arte na beira da estrada num dos endereços mais simples que um artista pode expor que  é embaixo de uma árvore  as margens da Br 232, próximo a Policia Rodoviária Federal  em Cruzeiro do Nordeste.
Informações: de segunda á Sábado com o próprio Jeferson no local ou pelos fones: (87) 9199-6177, e ou (87) 9943-4552.




Tecnologia do Blogger.