EXCLUSIVO:Prefeito vai solicitar ao Ministério Público que tanto a feira livre, quanto o mercado e açougue público municipal permaneçam abertos durantes todos os dias de Sábado em Buíque

Quando o assunto em pauta é uma recomendação do Ministério Público, principalmente em tratando-se das mudanças nos horários de funcionamento na feira livre, no açougue e mercado público, em Buíque sertão do estado cada entidade tanto poder executivo e associações estão começando encontrar um jeito que seja melhor pra todos tomando suas medidas que visam entrar em comum acordo onde todos os envolvidos sejam beneficiados sem nem um exceção.
Nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (22), cumprindo sua agenda de trabalho na capital Pernambucana, ao tomar conhecimento da matéria cujo título se dar “Mudanças na Feira Livre Divide Opiniões em Buíque”, o prefeito da capital do vale, Jonas Camelo, através do seu coordenador geral de gabinete Ronaldo Andrade resolveu se manifestar sobre o tão polêmico assunto que  em vésperas do segundo dia de feira com horário novo , no próximo sábado divide opiniões e  continua a gerar reclamações por partes dos feirantes que trabalham na feira livre e no mercado público além dos marchantes que comercializam suas carnes no açougue.
Feira na década de 90
De acordo com Jonas Camelo, sempre é de bom tom acatar as ordens do ministério público, mas quando o assunto envolve uma maioria e necessário solicitar intervenção no próprio ministério para que se haja um consenso e abra-se novas brechas dentro das recomendações que não venham prejudicar centenas de trabalhadores que ainda sobrevivem do seu trabalho nos locais públicos indicados, nesse caso, feira livre, açougue e mercado público.   
Na visão do próprio prefeito, Jonas Camelo, a feira livre e seu comercio é tão antiga quanto a cidade inclusive ainda é uma das maiores do estado em funcionamento de segunda a sábado, além da movimentação financeira também tem seu lado cultural rico em todos os aspectos que atravessam de geração á geração.
Para que essa cultura não seja apenas mais uma que fique na memória de sua população, ele, Jonas já consultou sua assessoria jurídica e solicitou que elaborassem um oficio o qual será encaminhado a promotoria local no sentido que abra exceções e incluam a feira livre, o mercado e açougue público municipal no mesmo horário de funcionamento dos supermercados, farmácias e padarias em outras palavras deixando como estava.
Quando o assunto foi a vedação do trabalho infantil e seus efeitos, Jonas enfatizou que programas assistências já existem, mas já estar estudando um novo projeto no qual a curto prazo irá dobrar o número inserção de vagas e adesões para as crianças e dos adolescentes.
Dias Atuais
“Vivemos uma realidade no município que estar sendo vivenciada em todo território Brasileiro,  Buíque não é a única cidade que tem crianças carregando feira nos dias de sábado para ganhar seu dinheiro, não podemos entrar na casa do pai de família e obrigar a ele  coibir seu filho de ir à feira no dia de sábado, mas por outro lado vamos fazer o nosso papel e seguir as recomendações do MP, o município vai investir num curto espaço possível numa campanha publicitaria de informações, folders informativos com mensagens de incentivo para que adultos não usufruam  e nem contrate serviços de crianças e adolescentes  em breve serão distribuídos nos locais afetados pela mudança de horário, faixas e banners já estão sendo providenciados, inclusive uma reunião de grande porte realizada pela secretaria de ação social do município já aconteceu e a pauta foi justamente preparatória para que toda equipe entre em campo nos próximos dias no sentido  preparar todo campo com informações do que a criança e ao adolescente pode e não pode, tudo isto dentro da leis, Estamos avançando, nosso município é um canteiro de obras, temos  alguns  problemas  sim é claro, mas o que tiver a nosso alcance vamos trabalhar e investir nestas que são o nosso futuro, nesse caso as crianças e os adolescentes” Finalizou em nota Jonas Camelo .      



Tecnologia do Blogger.