Após vistoria, PMs começam a gerir Presídio de Segurança Máxima de AL

O Presídio de Segurança Máxima de Alagoas conta, a partir desta quarta-feira (30), com policiais militares para fazer a segurança da unidade. Antes dos militares começarem a trabalhar, o Batalhão de Operações Especiais (Bope) fez uma vistoria nos dois módulos que abrigam os presos considerados os mais perigosos do sistema prisional alagoano.
O presídio conta com 130 reeducandos. A mudança na forma de gestão da unidade, que antes era de responsabilidade de agentes penitenciários, acontece devido à uma recomendação do Conselho de Segurança Pública de Alagoas (Conseg), no início deste mês.
Ao todo, 40 PMs estão à frente da unidade ou fazendo a custódia dos presos por um período mínimo de 90 dias. Eles serão distribuídos em 10 homens por plantão. Os agentes que eram do presídio foram distribuídos para outras unidades.
A medida seria uma tentativa de restabelecer a ordem no sistema prisional após seguidas denúncias de regalias concedidas a alguns presidiários, como acesso a bebida alcoólica, drogas e celulares.
Para começar a trabalhar, os policiais cedidos passaram por uma capacitação de uma semana na área penitenciária antes de começar a atuar nos presídios. Eles conheceram as unidades e assistiram a palestras promovidas por gestores do sistema prisional.

 Fonte G1
Tecnologia do Blogger.