Derrota na copa vira alvo de presidenciáveis.

Se depender da velocidade com que os candidatos à presidência da República comentaram a goleada alemã sobre a seleção brasileira, a internet tem tudo para se tornar um dos principais palanques nas eleições de outubro.Dispensando sites oficiais e os caminhos tradicionais da assessoria de imprensa, Dilma Rousseff (PT), Aecio Neves (PSDB), Eduardo Campos (PSB), Levy Fidelix (PRTB), Mauro Iasi (PCB) e Rui Costa Pimenta (PCO) escolheram Facebook e Twitter como caminho para diálogo com o eleitorado.Enquanto os três principais candidatos adotaram tom conciliador, representantes de partidos menores usaram a derrota como munição contra a gestão atual.Líder nas pesquisas de intenção de voto, a atual presidente Dilma Rousseff foi a primeira a comentar. “Assim como todos os brasileiros, estou muito, muito triste com a derrota”, escreveu no Twitter.
Ela continuou: “Sinto imensamente por todos nós, torcedores, e pelos nossos jogadores. Mas, não vamos nos deixar alquebrar (sic)”. Para encerrar o comentário, a petista escolheu uma citação ao conhecido samba de Paulo Vanzolini: “Brasil, levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima”.Aécio Neves, que ocupa o segundo lugar nas pesquisas, escolheu o Facebook e evitou os habituais ataques diretos a Dilma.“Como torcedor e como brasileiro, compartilho a frustração que estamos todos sentindo. Uma derrota sofrida, difícil de entender, mas que não apaga o brilho do futebol brasileiro e muito menos do nosso povo. Apesar do resultado, envio o meu abraço aos nossos jogadores, à comissão técnica e a todos que lutaram para colocar o Brasil no lugar mais alto do pódio. Dessa vez não deu, mas vamos em frente! Outras vitórias virão!”, afirmou o tucano.
O pernambucano Eduardo Campos adotou tom similar em seu perfil no Facebook.“Lamento, como todos os brasileiros, o resultado de Brasil e Alemanha hoje. O povo brasileiro fez uma festa linda durante toda a Copa, mas o sonho do hexa foi, por ora, adiado. Tenho certeza de que voltaremos mais fortes .

Fonte BBC Brasil
Tecnologia do Blogger.