Por essa ninguém esperava ,ex Prefeito de Buíque, Arquimedes Guedes Valença PTB, no grupo do socialista Paulo Câmara.

Coincidentemente ou não, apesar do disse e me disse a política ao pleito de governador, senador e deputados estaduais e federais estar mais fria do que o próprio clima de cidade, mesmo com os atuais conchavos políticos que ao invés de deixar os eleitores numa situação levemente tranquila deixam os mesmo cada vez mais sem ter noção do que é uma política verdadeiramente correta.
Enquanto cidades com menos eleitores iguais a Tupanatinga e Itaíba tem seus comitês políticos inaugurados, Buíque que ultrapassa a casa dos 30 mil eleitores ainda não tem nem uma bandeirola de nem um candidato na rua, quanto menos movimentos de nem um dos lados da situação e oposição se é que ainda tem oposição.
Recentemente a cidade foi tomada por boatos de que o ex prefeito Arquimedes Guedes Valença trocaria o palanque de do petebista Armando Monteiro pelo palanque do socialista Paul Câmara, entre idas e vindas praticamente quase ninguém acreditou até mesmo por que Arquimedes trilhou várias décadas ao lado de Armando quando foi seu deputado federal por duas vesses  e  até pouco tempo atrás seu senador, inclusive trazendo para Buíque importantes obras como o Sesc Ler, entre tantas outras emendas parlamentares principalmente quando Arquimedes ainda era prefeito do Município e principalmente nas últimas eleições quando  Armando apostou todas as suas fichas na candidatura e Arquimedes foi esmagado pela derrota para o atual prefeito Jonas Camelo  que no andar da carruagem tudo leva acreditar que  em breve estarão juntos e misturados no mesmo  palanque lado a lado com o socialista Paulo Câmara e seu grupo esquecendo as magoas do passado e projetando quem sabe um futuro até então imaginável.
Verdade seja dita que na política em Buíque pode-se tudo, mas muitas vezes certos acordos políticos confundem a cabeça do eleitor mas no final tudo se acaba bem como foi o caso da união da ex candidata Miriam Briano que  hoje é atual vice prefeita do seu arqui-inimigo político Jonas Camelo quando foi eleito e  também lhe derrotou nas eleições antepassadas.
Dias passados e paginas viradas o que estava sendo mantido em segredo no último sábado veio a tona quando o ex prefeito Arquimedes  esteve num evento agropecuário na ribeira que é seu principal reduto eleitoral acompanhado de Marcoantonio Dourado segundo colocado nas eleições passadas que conseguiu se reeleger graças a força política que  Arquimedes  ainda  tem no município.

Para quem pensava que a velha força política do município dava continuidade com seu apoio aos candidatos do seu partido PTB com a mesma chapa de antes, Armando, Jorge Corte Real, o único nome que permanece ainda e seu estadual Marcantonio Dourado por que Arquimedes jogou para escanteio Jorge Corte Real que foi substituído por Fernando Monteiro um jovem empresário de 37 anos sobrinho de José Mucio filiado ao PP que assim com Dourado faz coligação com o PSB de Paulo Câmara  
Tecnologia do Blogger.