Vereador envolvido em roubo no banco de Inajá é preso com armas em casa

Uma operação de combate a roubo a bancos no interior de Alagoas e em outros estados resultou na prisão de oito pessoas, entre elas, o vereador João Sérgio, de Mata Grande.
Ele é suspeito de envolvimento em um assalto contra um banco na cidade de Inajá, em Pernambuco. Além de João Sérgio, foram detidos o guarda municipal de Canapi, Euzébio Lima Piauí, os irmãos Iran Francisco Sá dos Santos e Robermário Francisco Sá dos Santos, Robério Mandu de Lima, Ismar Luz da Silva, Francisco Alencar dos Santos e José Alexandre dos Santos, todos esses em Canapi.
A ação começou na tarde dessa quinta-feira (24), realizada em conjunto pelo Grupo de Combate às Organizações Criminosas, do Ministério Público, Polícia Civil e Polícia Militar de Alagoas e Pernambuco, teve a participação de 30 pessoas e cumpriu 16 mandados de busca e apreensão e dois de prisão, expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital, nas cidades de Mata Grande, Canapi e Delmiro Gouveia.
O trabalho de investigação foi iniciado há cerca de dois meses. Num trabalho de campo, um agente infiltrado do Gecoc descobriu que a casa do vereador João Sérgio guardava armamento pesado e vários pacotes de dinheiro.
Durante cumprimento de mandado de busca e apreensão na residência do vereador, no início da manhã desta sexta-feira (25), foram apreendidos um revólver calibre 38, uma espingarda 12 e uma luneta para fuzil, com mira infravermelha (para visão noturna).
Ele foi preso em flagrante delito por posse ilegal de armas. João Sérgio teria utilizado um veículo Fiat Uno prata, placas OHE-2496 / Mata Grande, no assalto de Inajá (PE). No dia seguinte ao roubo, ele teria abandonado o carro na BR 416.
Troca de tiros
A operação começou quando os agentes da segurança pública interceptaram o veículo Fiat Palio prata, placas IAD-2146 / Aracaju, que tinha como um dos ocupantes um homem identificado, até o momento, como "Siríaco". Ele trocou tiros com as equipes e morreu durante o confronto. Um outro fugiu. Siríaco participou do assalto a Inajá e já era procurado pela polícia de Pernambuco.
No Palio foram encontradas 14 bananas de dinamite, três espingardas, dezenas de espoletas, balaclavas, luvas e vários sacos com ligas para amarrar dinheiro. Ele estava levando o material para uma outra parte da quadrilha que o aguardava em Petrolândia. O bando estava se organizando para roubar o Banco do Brasil de Olivença na madrugada de hoje.
Como o trabalho de campo já acontecia em Petrolândia, com o apoio das polícias de Pernambuco, a casa onde estava o bando que aguardava "Siríaco" estava sendo monitorada. Entretanto, um grupo conseguiu fugir.
Quando as equipes entraram no imóvel, encontraram uma Amarok preta, placas NVL-5028 / Arapiraca, abandonada. Dentro dela havia mais duas dinamites e balaclavas. Já no interior da casa foram encontrados dois quilos de maconha, uma pequena quantidade de crack, sacos para embalar cocaína e mais ligas.
Ao todo foram apreendidas 16 bananas de dinamite, quatro espingardas, três revólveres calibre 38, dezenas de espoletas, balaclavas, luvas e sacos de liga, cerca de três quilos de drogas e uma luneta de fuzil para visão noturna.

Os presos e o material serão levados para a sede da Deic, em Maceió. Porém, ainda não há previsão de chegada.Esta foi  mais uma operação conjunta entre o Ministério Público e as policias dos estados de Pernambuco e Alagoas.
 
Tecnologia do Blogger.