Dia dos Pais sempre será sinônimo de vida e um exemplo a ser seguido.

Ao que tudo indica, o Dia dos pais tem uma origem bem semelhante ao Dia das mães, em ambas as datas a ideia inicial foi praticamente a mesma: criar datas para fortalecer os laços familiares e o respeito aqueles que nos deram a vida.
Ao contrário do que se imaginam ou até mesmo que se dizem, assim como uma mãe é para cem filhos e cem filhos não é para uma mãe, também um pai é para cem filhos e cem filhos não é para um pai e nesse contexto de familiaridade é necessário entender que não importa a cor, a raça, a religião ou até mesmo o status um pai e o sinônimo de nossas existências por que o filho de hoje amanhã passara ser um pai assim caminha a humanidade. Quem um dia não passou de ser um filho para hoje se tornar num pai, presente ou ausente mas sempre pai.
Seguindo o percurso da vida o segundo domingo do mês de agosto será comemorado o dia do patriarca da família “Dia dos Pais”, Enquanto muitos filhos vão poder ter o privilégio de abraçar seu querido, seu velho amigo, enquanto outros lamentarão suas ausências por motivos que somente o destino da vida poderá explicar.
Pais amados, pais odiados mas nem por isso deixarão de ser pai cada um vivendo em suas realidades mas com o mesmo sentimento de culpa por ter abandonado seus filhos ou   com dever cumprido de ter estado presente nas vitorias e conquistas de cada filho.
Felizes são os filhos que tem em sua consciência de achar que um pai é mais que um amigo, é um herói que ultrapassa dos limites para se tornar seu mentor.
Felizes são os filhos que enxergam em seus pais a figura de um piloto cujas suas missões serão sempre de comandante que possibilita   colocar no caminho ensinando os caminhos a seguir dando-lhes a oportunidade do filho seguir em frente passo a passo   cujo destino será traçado debaixo de suas protetoras asas.
Foto internet.
Redação e Texto: Adauto Nilo



Tecnologia do Blogger.