Bancários de Pernambuco aderem à greve nacional

Em assembleia na noite desta segunda-feira (29), na sede do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, em Santo Amaro, na área central do Recife, a categoria rejeitou mais uma proposta de reajuste salarial e aprovou para esta terça-feira (30) o início de greve por tempo indeterminado. A parada afeta os clientes dos bancos públicos e privados. Em Pernambuco, são mais de 12 mil funcionários que atuam em cerca de 600 agências bancárias. Segundo a classe trabalhadora, a greve é uma resposta para as instituições financeiras, que não atenderam nenhuma reivindicação da Campanha 2014.

Com a paralisação, os clientes não poderão acessar o interior das agências que estarão fechadas, com isso, serviços como debitar cheques, receber cartões, retirar empréstimos ficam suspensos. Poderão ser realizadas apenas tarefas oferecidas nos terminais de auto atendimento, como saques, pagamentos e transferências. De acordo com a presidente do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Jaqueline Mello, as agências contarão apenas com a presença dos gerentes, que poderão resolver questões especiais.
Os bancários pernambucanos não são os únicos a cruzar os braços. Em todo País a categoria segue mobilizada. Os trabalhadores alegam que a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) tem feito propostas inaceitáveis e que não garantem nenhum aumento real. Até agora, foram oito rodadas de negociações desde a entrega da pauta, em 11 de agosto. A última paralisação nacional dos bancários ocorreu entre setembro e outubro do ano passado e durou mais de 20 dias.
Entre outras reivindicações, eles defendem um aumento de 12,5%, com ganho real de 5,8%. Para o cálculo da inflação foi utilizado o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que acumulou alta de 6,35% no período de 12 meses encerrado em agosto. A data base dos bancários para renegociar os contratos coletivos de trabalho é 1º de setembro. No último sábado (27),  a federação ofereceu um reajuste de 7,35% nos salários, na Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e nos valores dos vales e auxílios. Para o piso da categoria, o reajuste oferecido foi de 8%.

Nesta segunda-feira (29), O Procon orientou, em nota, os consumidores a continuarem pagando suas contas, o que pode ser feito pela internet, nos caixas eletrônicos, casas lotéricas, supermercados e agências dos Correios. A Fenaban ainda esclareceu que apenas 10% das operações bancárias são feitas por meio das agências.

Fonte NE10
Tecnologia do Blogger.