Depois das chuvas desta sexta feira, Buíque entra em colapso devido a falta de planejamento para execução das obras do saneamento básico.

Se ao  longo  prazo depois de concluídas as obras do saneamento básico na cidade de Buíque irá beneficiar toda população que reside na sede do município, de imediato o cenário encontrado nas principais ruas e avenidas  ao invés de parecer uma solução estar cada vez mais  virando um  transtorno na vida de quem mora ou visita a cidade.
Executada por uma empresa contratada para abrir sem nem um planejamento  crateras nas ruas e  e avenidas  já que  toda obra em  si,  tem sobre sua responsabilidade a CODESVASF  isso por que os recursos são de origens do Governo Federal , bastou cair a primeira chuva de verão para que o que já estava mal ficasse pior e uma parte da cidade, principalmente as ruas  que estão  em obras se transformasse num verdadeiro mar de lama causado pela falta de responsabilidade da empresa contratada que  não tem um planejamento de execução de suas obras.
Se as obras do saneamento na cidade  é  importante, mais importante ainda é saber executa-la  sem transformar  em caos a vida de quem ver suas calçadas transformadas em  buracos que assim como as ruas tem dia pra começar ,mais sem data pra terminar .

Como a obra não é de responsabilidade do poder executivo municipal, e sim do Governo Federal diante do descaso e falta de planejamento na execução das obras, na próxima semana medidas drásticas como notificações, acompanhamento   e até mesmo multas  aplicadas em desfavor da empresa com o intuito de que, seja  de  imediato elaborado um projeto emergencial com um cronograma para execução das obras e que seja proibido as aberturas de crateras sem que as antecessoras não esteja concluídas as obras. Garantiu o  coordenador de gabinete , Ronaldo Andrade, depois de uma reunião  com o prefeito   do munícipio Jonas Camelo.
Tecnologia do Blogger.