PT expulsa prefeitos por infidelidade partidária

Depois de meses de análise minuciosa, o Partido dos Trabalhadores de Pernambuco finalizou o processo para punição dos membros infiéis da sigla. Conforme foi antecipado pela direção estadual, quatro prefeitos foram retaliados por terem apoiado candidatos fora do eixo aliado. A eles foi concedida a punição mais severa, de acordo com o estatuto da legenda: a expulsão.Na manhã deste sábado (28), os prefeitos de Machados, Argemiro Pimentel; Ibirajuba, Sandro Arantes; Orocó, Reginaldo Crateú e de Jatobá, Robson Leandro, foram expulsos do Partidos dos Trabalhadores por indisciplina partidária.A reunião do Diretório Estadual do PT de Pernambuco também advertiu o prefeito Marivaldo Andrade, de Jaqueira, por descumprir parcialmente as determinações do partido para as eleições de 2014.Os mandatários foram punidos por não acompanharem a decisão da tática eleitoral do PT nas eleições de 2014. O partido apoiou a candidatura de Armando Monteiro (PTB) para Governador do Estado, de João Paulo (PT) como candidato ao Senador e da presidenta Dilma Rousseff para reeleição.Outros processos de indisciplina partidária que envolvem dirigentes, lideranças e vereadores estão em análise na Comissão de Ética do partido.


Tecnologia do Blogger.