Operação da PF prende suspeitos de desviar dinheiro público em Araripina

A Polícia Federal realiza na manhã desta quinta-feira (7) a operação Paradise, Araripina no Sertão de Pernambuco. Estão sendo cumpridos 23 mandados de busca e apreensão e 12  mandados de prisão temporária. O objetivo da ação é debelar uma associação criminosa, que se instalou na prefeitura do município. As investigações revelaram desvios de recursos públicos, que deveriam ter sido utilizados na construção de escolas, creches e quadras poliesportivas com verbas oriundas do Ministério da Educação.

Segundo a polícia, “o nome da operação é uma alusão a um condomínio fechado, denominado Paraíso, que um dos investigados está construindo na cidade de Araripina. As investigações se iniciaram em 2013 e revelaram que há um ajuste, um acordo entre os licitantes para fraudar as licitações, uma vez que pela análise dos quadros societários das empresas licitantes e vencedoras, há empregados domésticos e parentes dos principais envolvidos nos quadros societários. Igualmente, foi verificada a concessão de descontos padrões nas ofertas realizadas, típico de quem não está realmente disputando, brigando para vencer a licitação.” 

Estão sendo cumpridos mandados nas cidades de Araripina, Juazeiro do Norte (CE), Assaré (CE) e Jaicós (PI).  Ao todo, mais de duzentos policiais federais e fiscais da CGU participaram da operação. Os presos foram conduzidos para a delegacia de Polícia Federal em Salgueiro, a fim de serem interrogados em sede de inquérito policial.


Fonte NE10
Tecnologia do Blogger.