Como num reverso da medalha, prefeito de Buíque antecipa parcela do 13º salario , e em reunião extraordinária sem ônus 11 dos 13 vereadores aprovam Lei que define o Plano Municipal de Educação no Município.

Em quanto os festeiros de plantão estão invadindo as redes sociais  em busca de festas, e se perguntando  quais serão as atrações do tradicional São Pedro de Buíque, por outro lado como o reverso da medalha, segundo  nota emitida ao Blog do Magno na coluna de quarta feira dizendo que apesar da crise que afunda os municípios, o prefeito do Município de Buíque Jonas Camelo  conseguiu antecipar a primeira parcela do 13º salário dos funcionários efetivos, justificando que a adiantamento  só foi possível  por que não foi, nem será gastado um centavo com as festividades juninas e que na próxima semana todos seus servidores receberão seus salários como acontece todos os meses.
Se por um lado Buíque deixa de realizar uma festa, do outro lado na manha desta  mesma quarta feira (24) 11 dos treze vereadores em reunião extraordinária sem ônus  aprovaram o projeto de Lei 13.005/2015 que elabora o Plano Municipal de Educação  com os seguintes desafios:
Erradicação do analfabetismo no Município.
Universalização  do atendimento escolar.
Melhoria de qualidade de ensino.
Formação da qualidade do ensino.
Formação para o trabalho.
Formação humanística , cientifica e tecnológica do país.
Dessa forma á  partir do Plano Nacional de Educação, devem ser desencadeados processos de elaboração em nível estadual e municipal, de planos de educação.
Como o Plano Municipal de Educação de Buíque traduz , assim, as estratégias  de politicas que incluem os princípios estabelecidos  pela Constituição Federal, A Lei Orgânica do Município, NA Lei de Diretrizes e Bases da Educação-L.B.D Nº 9.394/1996 e na  Lei 13.005/2015 , por  tratar-se de uma medida relevante e de interesse publico houve-se o empenho  de 11 dos 13
 dos 13 vereadores por faltou na reunião Peba do Carneiro e Ernani Peixoto Neto.


Tecnologia do Blogger.