Em Buíque a falta de consciência ainda prevalece com vândalos quebrando banco de praça e sem educação jogando lixo na praça.

Uma cidade limpa e organizada  nem sempre depende das ações de seus gestores, em principio é necessário que cada um dos seus moradores tenha a consciência de que tudo aquilo que é publico é pago com o dinheiro da população e por educação cada um morador seja ele da sede do Município ou da zona rural tem por dever e obrigação cuidar daquilo que foi comprado através do seu dinheiro, dinheiro esse que entra nos cofres do município através dos pagamentos de seus impostos, assim como se faz  com qual quer  objeto comprado para  dentro de sua casa.
Em Buíque no agreste do estado,  por mais que seja contestado  ainda é uma das poucas cidades do interior tem um aumento significativo de construções de prédios  principalmente nos arredores do centro da cidade, se por um lado a cidade começa ganhar novos arranhas céus do outro lado seus construtores fazem da via publica depósitos de matérias de construções  junto com suas metralhas deixando suas ruas intransitáveis.
Se de um lado os construtores não colaboram  retirando suas metralhas, de outro lado vândalos  destroem bancos em  praças publicas e como se isso  não fossem o suficiente , alguns moradores ao invés de  acumular seus lixos e aguardar  o carro coletor passar, se fazem de  desentendidos, para  em plena luz do dia aos olhos de todos   fazer das  ruas e praças publicas seus depósitos de lixos.   

 Fotos: Buíque da Gente
Tecnologia do Blogger.