Acesso a feira livre de Buíque: A cada sábado mais vendedores nas ruas e o mesmo drama de não poder circular

A  questão do principal acesso a feira livre na cidade de Buíque, mais parece uma novela mexicana que entre um capitulo e outro as cenas se encontram  e continuam  se  repetindo  todo dia a mesma coisa.
Se de um lado  por mais que o poder publico tome medidas e envie notificações solicitando aos  feirantes que não possuem bancos dentro do centro de alimentação que usem  o espaço destinado a comercialização dos seus produtos , do outro lado para os mesmo feirantes  solicitar que libere a alameda que dar acesso a praça Major França , é a mesma coisa que dizer fiquem todos ai.
Como  o principal responsável que toma de  conta do transito na cidade, ao que tudo indica não tem voz ativa, ou até mesmo moral para nas primeiras horas dos dias de sábados colocar seus guardas para proibirem os feirantes desavisados  e solicitarem que os mesmo  deixem o espaço de circulação humana livre, enquanto não se  reforma e constrói o novo pátio da feira cada vez mais a população que usa  via de acesso  ao centro de abastecimento tem que se contentar  em andar a passos lentos para não pisotear  os vendedores que ali estão, nem serem pisoteados  pelo vai e vem das carrocinhas de fretes  ou outras pessoas na mesmo condição que tem que andar pisando em ovos o que transforma o vai e vem num desconforto total  com a invasão dos vendedores que  já estão com suas barracas e seus produtos  tomando uma parte da rua do principal cartão postal da cidade que é a Praça Major França 
Tecnologia do Blogger.