Jarbas prevê queda inevitável de Dilma e prisão de Lula na Lava Jato

O deputado federal Jarbas Vasconcelos, do PMDB, aproveitou um encontro com empresários, em café da manhã do grupo LIDE Pernambuco, nesta segunda-feira, para abrir a metralhadora giratória contra Lula, Dilma, o PT, Eduardo Cunha e até o tucano Aécio Neves. Jarbas só poupou o vice-presidente Michel Temer, a quem vê como a única opção de poder no atual momento da crise política.O ex-governador abriu o encontro criticando o ex-presidente e sua sucessora.“É uma quadrilha organizada e o Lula é quem comanda” afirmou, sendo alvo de intensos aplausos. “Eles aparelharam o Estado e destruíram o Brasil, enquanto a Dilma fica feito um besouro, voando, mas vai acabar renunciando.  É uma decisão difícil, mas em política a ficha pode cair. Se ela não sair, nós não chegamos ao fim da crise. os senhores sabem que não é terrorismo. O ajuste fiscal também não vai sair enquanto ela estiver lá”, afirmou o deputado. No discurso, também criticou o ajuste fiscal. “Ela primeiro deveria cortar despesas, não aumentar impostos”.
No quadro pintado pelo ex-governador, Joaquim Levy cairia fora porque o ajuste não vai passar e Nelson Barbosa assume o comando da economia com Dilma, para voltar ao modelo anterior, de incentivo ao consumo desenfreado.“A saída dela é inevitável. Ou pela renúncia ou pelo impedimento, já em outubro talvez”, comentou. “Temos que nos livrar antes do final do ano desta praga (Dilma)”. “Ela está terminal. Vai terminar como a doida da série, mas não vejo o Lula dando tiro pra cima e querendo saltar do trem”.
Fonte e Foto:  Reproduzidos do Blog  do Jamildo


Tecnologia do Blogger.