Quinta feira de luto em Buíque, faleceu Seu Ze de Né um dos primeiros comerciantes da cidade.

Quando Buíque ainda engatinhava rumo ao seu desenvolvimento na década de 70, poucos apostavam  que o progresso poderia  até então  chegar no município com a velocidade do vento, entretanto  surgiu um cidadão  conhecido por zé de Né   montando sua primeira mercearia  que com o passar dos tempos mudaria de lugar e se transformaria num dos mais arrojados supermercados da época cujo nome  lhe foi dado de Frei Damião.
Casado, pai de vários filhos e filhas, Seu Zé de Né   construiu seu legado  passando  seus filhos e filhas a lição de que  Deus  projeta e o homem constrói , sendo assim com o passar dos anos  permaneceu como um dos mais influentes comerciantes da cidade  sendo um dos primeiros  a investir no ramo gerando empregos e rendas para dezenas de  empregados  cujo feito tem continuidade  por seu filho Demir  que continua seguindo o exemplo do pai, “Zé de Ne”.
Como nesta vida cada um de nós estar aqui de passagem, uns breves outros tardios, nesta manha de quinta feira (29)   seu Zé de Né, assim  carinhosamente como era conhecido pela população Buiquense  passou mal  em sua residência e veio a falecer  no caminho enquanto estava sendo socorrido a um hospital na vizinha cidade de Arcoverde.

Amado e respeitado por  todos , Ze de Né partiu  com a certeza de  que enquanto viveu foi um bom marido, um bom pai, um bom avó    e deixa  registrado  nas paginas da historia de Buíque seu nome  como um dos primeiros comerciantes da capital do vale. 
Tecnologia do Blogger.