Segundo Diário de Pernambuco:Além de Buíque a pior colocada no estado, estão nas piores posições as cidades de Inajá, Manari, Água Preta, Orocó e Afrânio.

Segundo dados da Federação Nacional das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Pernambuco possui apenas uma cidade entre as 500 mais desenvolvidas do país: Fernando de Noronha, na 456ª colocação. A informação faz parte do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), que, em dezembro de 2015, divulgou os ranking das cidades brasileiras de acordo com informações sobre educação, saúde e emprego e renda. Buíque é o município menos desenvolvido do Estado e aparece na 5.255º posição do país, entre os 5.517 listados. Todos os dados analisados são referentes ao ano de 2013.
Entre os 500 piores municípios, 97,4% são do Norte e do Nordeste, enquanto 92,6% são do Sul e Sudeste, denotando uma situação grave de desigualdade entre as regiões. "Os indicadores são muito díspares. Norte e Nordeste ainda são muito carentes", nota a pesquisadora Tatiana Sanchez, chefe da Divisão de Pesquisa e Estatística da Firjan. "Mesmo entre eles existe diferença no desenvolvimento. O Norte apresenta vantagens conjunturais, em emprego e renda, mas há carência nas áreas sociais. Já o Nordeste vai  melhor no social, em detrimento de emprego e renda."
  É o caso de Fernando de Noronha: os índices de saúde e educação no município são considerados altos, enquanto a análise de emprego e renda é classificada como regular. O arquipélago é seguido, no ranking estadual, por Recife, Caruaru, Cabo de Santo Agostinho e Olinda. Apesar de bem colocadas na análise pernambucana, somente as três primeiras cidades estão entre as mil mais desenvolvidas do Brasil. "Os resultados regionais ratificam um pouco os resultados gerais. O desenvolvimento é a redução das desigualdades entre as regiões do País. Vemos o Sudeste com condições de vida muito avançadas, que se assemelham a padrões internacionais. O desafio é trazer Norte e Nordeste para esse padrão", afirma o pesquisador Guilherme Mercês, gerente de Ambiente de Negócios e Infraestrutura da Firjan.
Além de Buíque, a pior colocada no estado, estão nas piores posições as cidades de Inajá, Manari, Água Preta, Orocó e Afrânio. Todas figuram entre as 400 cidades menos desenvolvidas do país.
Fonte Diário de Pernambuco


Tecnologia do Blogger.