Com poucos recursos , apesar de todas as dificuldades , Buíque e seu carnaval ainda mantém toda uma tradição.

Como se fosse um teste de resistência para sua equipe de organização, o carnaval 2016 da cidade de Buíque no agreste do estado  foi de encontro as suas expectativas  decepcionando  os famosos  críticos  que estavam na torcida  para que  a festa não acontecesse.
Tomado pela crise que envolve o país, e  com poucos recursos financeiros , uma vez que a prefeitura  para atender uma indicação do  Tribunal de Contas repassou a responsabilidade para o Bloco Sem Condições, durante os quatros dias de folia, o folião Buiquense participou ativamente  numa demonstração de que o show  não pode parar.
Numa mistura de ritmos e união de raças e cores, os quatros dias de folia teve  suas surpresas e muito o que se falar, começando pelo sábado quando oficialmente foi anunciado sua abertura  pelo apresentador Nelson França .
Sem  contar com nem um valor dos cofres públicos, contando apenas com o apoio do  prefeito Jonas Camelo, do deputado Claudiano Martins, do Secretraio das cidades André de Paula, de Marquinhos Tavares, seguido pelos vereadores Rômulo Camelo, Melque do Catimbau  Felinho da Serrinha,  Paulinho da saúde e Edil França, de sábado a terça feira sem  nem uma remuneração financeira, Ronaldo Andrade, Francisco Carlos e Adauto Nilo tomaram a frente da   coordenação  onde tiveram que se virar nos trintas enfrentando todas   as dificuldades para que de fato tudo pudesse acontecer  como realmente aconteceu.

    
Tecnologia do Blogger.