Encontrado em Sairé corpo que seria de jornalista desaparecido, diz polícia

A Polícia Militar encontrou o corpo do jornalista Marcolino Júnior, que estava desaparecido desde sábado (16). De acordo com o delegado Humberto Pimentel, o corpo do colunista social foi localizado no Distrito de Insurreição, em Sairé, no Agreste, e está em estado de decomposição. Ele teria sido asfixiado.
O carro do jornalista também foi encontrado em uma rua no centro de Caruaru. Um suspeito, que estava tentando vender o veículo, foi detido. A polícia não informou as possíveis motivações do crime e nenhuma hipótese foi descartada. Familiares do colunista social reconheceram o corpo. O delegado Bruno Vital, da Divisão de Homicídios, está responsável pelo caso.
Imagens gravadas pelos circuitos de vigilância de um mercado e de uma pousada de Caruaru registraram momentos nos quais o jornalista e colunista social Marcolino Junior, de 46 anos, foi visto antes de desaparecer, às 14h do sábado (16). 
No mercado é possível ver o jornalista fazendo compras com a mãe. Amigos informaram que, em seguida, ele foi para casa, almoçou e saiu. O colunista social também foi visto entrando em uma pousada para visitar um amigo.
A delegada Sara Gouveia está à frente das investigações do caso. Ao G1, ela informou que "está ouvindo algumas pessoas e fazendo diligências" e, por isso, não poderia passar mais detalhes.

Entenda o caso
Residente em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, Marcolino Junior foi visto pela última vez no sábado (16) antes de desaparecer. Ele almoçou com a mãe e depois saiu de casa, não sendo mais encontrado após tentativas de ligação e mensagens no celular desde então.

Segundo a família, Marcolino havia marcado encontro com alguns colegas para fazer a cobertura de um casamento no município, mas não apareceu no local.

"Ele é bastante responsável e nunca sai sem informar a mãe dele. Ela tem 72 anos e está debilitada. Eu e outros amigos a medicamos e estamos dando assistência a ela", informou Péricles ao G1. O amigo de Marcolino ainda destacou que foi registrado pela mãe do jornalista, neste domingo (17), um boletim de ocorrência na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Caruaru.
Fonte G1


Tecnologia do Blogger.