PMN em Buíque forma comissão para acabar com a farra dos títulos emitidos a eleitores que não tem domicilio no município.

A sede pelo  poder , ou uma vaga ao legislativo municipal  da cidade de Buíque no agreste do estado  ao que tudo indica está levando alguns dos mais desavisados  a infringirem as regras  com uma demanda de emissão de novos títulos para  eleitores que não residem no âmbito do município.   

Como o prazo para regularização, relatos comprovam que estar acontecendo a maior farra de   transferência e emissão de novos títulos de eleitores  das cidades de Arcoverde, Pedra, e Tupanatinga para o município de Buíque, isso por que;  termina no próximo dia 04 de Maio o prazo dado pela Justiça Eleitoral para regularização de títulos ou transferências assim como nova emissão.

Por entender que esse ato  não é viável, principalmente por que  os possíveis eleitores não tem domicilio dentro do município de Buíque e para atender os anseios  de alguns dos pré-candidatos que usam de forma ilegal o cadastro do SUS como forma de endereço para beneficiar os novos eleitores  imigrantes  de outras cidades.


Diante  de todas essas irregularidades , uma comissão formada  Por Rômulo Camelo, Ronaldo Andrade, Adauto Nilo, Francisco Carlos, ambos  membros  da comissão do PMN  e pré -candidatos a vereadores   de Buíque prometeram  entrar com uma representação  junto ao Juiz Eleitoral  pedindo  uma rigorosa fiscalização com o recadastramento nos novos títulos que foram emitidos com o cartão do SUS.
Tecnologia do Blogger.