Por transferência irregular de eleitores, vereador Caruaruense e condenado a cinco anos de prisão.

O vereador Neto (PMDB) foi condenado a cinco anos de prisão por transferência irregular de eleitores durante o período de cadastramento biométrico em Caruaru,  no Agreste de Pernambuco. O processo foi julgado pelo juiz Brasílio Guerra, da Vara Eleitoral do município, e a sentença foi divulgada nesta sexta-feira (6). 

De acordo com o juiz, o parlamentar ainda pode recorrer da decisão. O vereador está afastado da função por causa da operação Ponto Final, da Polícia Civil, realizada em 2013. Ele é suspeito de corrupção e de participar de um esquema na Câmara de Vereadores.


Fonte e Foto: NE10
Tecnologia do Blogger.