Trabalho Infantil de crianças e adolescente foi principal tema na audiência pública que aconteceu nesta terça –feira (03) em Buíque.

Visando  combater  o Trabalho Infantil , ciente da existência de  um total de 44 entre crianças e adolescentes  em situação de trabalho  infantil , o Ministério Publico do Estado de Pernambuco promoveu uma audiência publica  que aconteceu na manhã desta terça feira(03) no auditório do Fórum  Dr. João Roma na cidade de Buíque.

Proferida  por Dr. Henrique do Rego Souto Maior,(Promotor de Justiça da Comarca de Buíque) e pelo Dr. José Adilson  Ferreira da Costa( Procurador do Ministério Publico do Trabalho) Dr. Wilker Neves (Defensor Publico) a audiência ainda contou com as presenças de  representantes do Conselho Tutelar, da  Secretaria  de Ação Social que por sua vez  levou os responsáveis pelos programas sociais, PETI,CRÉAS, CRAS  além de alguns dos  parlamentares e sociedade civil em geral.

Com a palavra, Dr. Henrique do Rego Souto Maior, promotor de justiça foi declarada aberta a audiência após uma breve explanação sobre os assuntos a serem abordados na sessão, destacando  o Termo de Comunicação de Trabalho Infantil  e pedido de providências  encaminhado pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Como o assunto em pauta era  o trabalho infantil, por sua  vez, Dr. José Adilson  esclareceu a diferencia entre o  menor aprendiz  e o trabalho infantil explanando sobre todos os tipos de trabalhos infantis , inclusive crianças que trabalham nas feiras livres, açougues públicos , bem como outros tipos de ambientes  os quais levam as crianças e os adolescentes em muitos casos sofrerem  exploração sexual.

Numa breve apresentação, Dr Wilker Neves, defensor publico falou da importância da audiência publica, e do trabalho que esta sendo realizado, ficando a disposição da sociedade para ajudar no que for necessário.  

Diante das dificuldades que o Conselho Tutelar  passa, conforme ali relatado , o Sr. Adelino(Secretario de Finanças do Município), este informou que todas as providencias serão tomadas junto ao poder executivo para melhorar a estrutura do referido Conselho Tutelar , inclusive  locando um outro imóvel e reestruturando-o.

Citado na audiência  Publica, onde se encontrava presente no exercício de suas  funções  na condição de Presidente do COMDICA o Sr Francisco Carlos da Silva Andrade  , quando o uso das suas palavras  afirmou o   não procedimento  da postagem  do Blogueiro Adauto Nilo no portal Girosocialb, cuja capa citava que; “Enfrentando  dificuldades  Conselho Tutelar de Buíque fica de fora da entrega de kits com veiculo e computador ” em busca das veracidades dos fatos, uma copia do e-mail   enviado pela Secretaria de Direitos Humanos (SDH) no dia 04/02/2016 foi entregue a redação  salientando, ainda que, o município de Buíque-PE  não encontra-se cadastrado no banco de dados do www.sig.sdh.gov.br).

   
Tecnologia do Blogger.