Enquanto a câmara se recusa a aprovar a suplementação, Buíque vai receber R$ 1.906.250,67 de repatriação ainda este mês.

O  prefeito do município de Buíque Jonas Camelo poderá não mais depender da boa vontade de alguns  dos 13  vereadores  que se recusaram a aprovar uma suplementação enviada  ao poder legislativo, de acordo com as informações, enquanto Jonas Pleiteava 10%  alguns edis estão dispostos a aprovar apenas 5% do valor total, recurso este que servirá  para pagar a folha de pagamentos dos servidores públicos municipais.

Como  a onda agora a todo custo tirar o prejuízo , segundo  alguns boatos que não deixam de ser verídicos, a suplementação ainda não foi aprovada por que determinados representantes exigem  um cache  para votar a favor e como as cédulas ainda não caiu nas contas de alguns, todo dia se remarca uma nova reunião que nunca acontece por falta de coro.      

Já que  se tratando dos  poderes públicos, nesta país  para tudo se tem um jeito, O município de Buíque deverá engordar suas contas neste Mês de novembro com um repasse extra, junto ao Fundo de Participação dos Municípios, de R$ R$ 1.906.250,67 provenientes da repatriação de recursos do exterior que rendeu ao Brasil um montante de R$ 50,9 bilhões referentes ao Imposto de Renda (IR) e multa da formalização dos valores. O cálculo é uma projeção dos valores brutos feito pela Confederação Nacional dos Municípios. O prazo para regularizar os ativos encerrou no dia 31 de outubro.

Um balanço divulgado pelo secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, revela que 25.114 contribuintes apresentaram a Declaração de Regularização Cambial e Tributária (Dercat). Ao todo, foram 25.011 pessoas físicas e 103 de pessoas jurídicas que regularizaram R$ 169,875 bilhões em ativos no exterior. 


A partilha dos valores do IR respeitam os percentuais do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e, por isso, os Municípios receberão 22,5% desse valor, o que equivale a R$ 5,726 bilhões. Um pequeno montante de R$ 332 milhões de repatriação já foi pago no último decêndio de outubro. A expectativa é de que os valores restantes sejam repassados às prefeituras até o segundo decêndio de novembro, juntamente aos valores normais repassados de FPM.



Tecnologia do Blogger.