Sem Suplementação Buíque não tem como pagar aposentados e pressionado presidente da câmara se justifica .

Assim como alguns municípios   do estado e país, aposentados e pensionistas do município que recebem seus vencimentos pelo Fundo de Previdência começam sentir na pele as dificuldades pela falta de pagamentos dos  seus vencimentos.

Se para o trabalhador que está na ativa e tem outros meios de conseguir ganhar a feira,  o cenário  está cada vez pior  para os aposentados e pensionistas   do município de Buíque que já fizeram a sua parte  contribuindo  com a previdência  para quando se aposentasse  ter a garantia de dias melhores por que já estão na idade de descansar  programando tudo na vida em função do salario que é creditado  nas contas sempre no quinto dia útil de cada mês,  com carência de mais cinco, ou seja no máximo  no decimo dia útil.

Com dinheiro em caixa, e dependendo da aprovação  do pedido de suplementação por  parte dos atuais   vereadores , até o momento o prefeito de Buíque não teve condiçãos de  creditar nas contas dos aposentados e pensionistas  seus salários.

VEREADORES PRESENTES
Sentindo na  pela a falta de tudo em suas casas, na manhã desta sexta feira um grupo de aposentados e pensionistas que recebem pelo Fundo de Previdência  se dirigiram a câmara municipal de vereadores  para saber qual foi o motivo  dos mesmo ainda não terem aprovado o projeto de lei de  suplementação enviado a casa Jorge Domingos pelo prefeito.

Como  esse projeto  já  se encontra  na câmara aguardando sua aprovação  desde do finalzinho se Setembro onde já foi marcada   quatro reuniões para  tratar do assunto, pressionado pelos aposentados o presidente da câmara Felinho da Serrinha  resolveu abrir o jogo para população   para que não pensem que ele  está travando a votação   sem colocar  em pauta  o projeto para votação.

De acordo com o próprio Felinho, que procurou á redação do Girosocialb para justificar os meios, e dar seu esclarecimento como presidente da casa, o projeto encontra-se a disposição na câmara para ser votado e aprovado ,segundo  ele,  isso ainda não aconteceu por alguns dos vereadores quando sabem do que se trata fogem do seu papel de vereador e não comparecem as reuniões marcadas.
De acordo com regimento interno da casa, para abrir as reuniões   com matérias de aprovações de projetos de Leis, é necessário ter nove dos onze vereadores em cada sessão , o que não vem acontecendo por falta de coro.

VEREADORES FALTOSOS
Ciente da gravidade dos últimos acontecimentos, e sentido a necessidade de aprovar o projeto   que pede suplementação ,  enlutados com a morte da esposa do prefeito eleito, a reunião devia aprovar o projeto  foi transferida  para  ultima quarta feira (09) as 18 horas, o que mais uma vez não aconteceu por que  dos 13 apenas 8 compareceu , que são eles, O próprio vereador e presidente Felinho da Serrinha, Rômulo Camelo, Edil França, Damião Tomé,Dodo, Anísio de Dede, Peba do Careiro e  Paulinho da Saúde.
Enquanto isso, fugindo de suas responsabilidades, faltaram os vereadores André de  Toinho, Ernane NETO, Peba da Ribeira, Melque do Catimbau  e Daidson Amorim.
Ainda de acordo com  Felinho, e necessário que a população tome conhecimento de quais são seus representantes que  depois das eleição  não estão nem um pouco preocupado se o cidadão tem ou não que comer na mesa.




Tecnologia do Blogger.