Aumento de salários do prefeito, do vice prefeito, dos vereadores e secretários municipais são aprovados por unanimidade nesta manhã durante reunião na câmara de vereadores em Buíque.

A penúltima reunião ordinária da câmara de vereadores do município de Buíque, que aconteceu nesta manhã de terça feira (06) de Dezembro  foi marcada pela apresentação de projetos  que foram aprovados  e uma emenda que rendeu  em muitas discursões entre  parlamentares contras a favor do voto aberto para  escolha do próximo presidente  a partir de 2017.

Subscrita por oito vereadores, entre eles Rômulo Camelo, Edil França, Melque do Catimbau , Peba da do Carneiro, Ernani Peixoto Neto, André de Toinho, Damião Tomé  além de Paulinho da Saúde, o que torna a maioria favorável ,  isso por que depois de ter  assinado  na semana passada  o vereador Anísio resolveu voltar atrás  retirando sua assinatura  passando –se para  compor o lado dos que não estão de acordo como os vereadores  Dodo, Felinho, Daidson Amorim.

Discursões e polemicas a parte, dois projetos de Lei, o de Nº 03 e 05/2016  de ementas fixando os subsídios dos vereadores, do prefeito, do vice prefeito e dos novos  secretários  do município    foram aprovados por unanimidade sem enfrentar nem uma rejeição.
Baseados na Constituição Federal  que indicam que as cidades  que tem  entre 50001 e 100,000,00 cem mil habitantes o salario dos vereadores deverá ser comparado a 40% referente ao valor do salario de um deputado estadual, conforme  o projeto de lei 03/2016 cuja ementa  em seu Artigo 1º ficam fixados  em  10.100,00( Dez Mil e Cem Reais ) no exercício de 2017 á 2020.

Enquanto isso, o projeto  de Nº 05/2016  teve a mesma votação do apresentado anteriormente   onde o subsidio mensal do prefeito  foi fixado em 22.000.00(Vinte Dois Mil Reais) do Vice em 14.000,00 (Quatorze Mil Reais) e Secretários Municipais  em 4.300,00(Quatro Mil e Trezentos Reais).


Ressaltando ainda que; de acordo com as informações, o custo dos subsídios dos vereadores  Buiquenses não afeta em nada os honorários do legislativo Municipal, nem tão pouco aumenta as despesas  ao executivo, resumindo , isso significa que tanto faz ser um salario mínimo , ou mais de dez salários porque os recursos oriundos  são do repasse do deodécíssimo, aquele dinheiro que a prefeitura repassa todo dia 20 de cada mês para câmara de vereadores. 
Tecnologia do Blogger.