Maioria dos deputados pernambucanos são favoráveis ao pacote desfigurado de combate a corrupção que abre procedentes para o enriquecimento ilícito no país .

A crise da politica Brasileira chegou o seu momento mais delicado depois do impeachment, deputados  desfigurarão  um projeto ante corrupção  durante a ultima madrugada de quarta-feira (30) numa atitude que é difícil de não ser vista, como uma atitude de intimidação a juízes  e ao Ministério publico , que reagiu ,ameaçou a abandonar a lava jato se o presidente Temer sancionar o que foi aprovado no legislativo. Em outras palavras, reagiu peitando o congresso e o planalto.

A temperatura está subindo , e pelo menos o descontentamento de vários setores da sociedade também, em que o Brasil está mesmo precisando no momento é de bom senso, e de resolver urgentemente  muitos problemas.

Em Curitiba, os procuradores da operação Lava Jato também se manifestaram, disseram que  os deputados alterarão o texto na calada da noite, por que precisavam se livrar de futuras investigações e por fim a lava jato.

Esse pacote desfigurado das medidas  de combate a corrupção foi aprovada praticamente por todos partidos, inclusive pelo voto dos  deputados que representam o sertão e agreste Pernambucano, entre os deputados que votaram pelo sim estão,  Zeca Cavalcanti (PTB) Kaio Maniçoba (PMDB)  Fernando Monteiro (PP) Jorge Corte Real (PTB) Danilo Cabral(PSB).
Dos vinte e cinco deputados federais Pernambucanos, apenas André de Paula (PSD) e Severino Ninho (PSB) votaram pela não aprovação,  Wolney Queiroz   não votou, se absteve do seu voto, o que significa que,  mais  22 deputados federais eleitos por Pernambuco  votaram a favor .

Enquanto isso no Senado Federal , dos três   senadores  Pernambucanos, apenas Armando Monteiro não votou a favor da manobra de Renan Calheiros votando contra, já os senadores   Fernando Bezerra Coelho e Humberto Costa  tiverem seus votos favoráveis  nas mudanças ao projeto anticorrupção modificado na calada da noite pela câmara dos deputados . 
Tecnologia do Blogger.