Fetape faz giro pelo estado para dialogar com Sindicatos sobre projeto político do Movimento Sindical Rural para 2018

Num ano em que a conjuntura coloca xeque os direitos dos trabalhadores, especialmente os rurais, a FETAPE (Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado de Pernambuco) tem realizado um trabalho constante de conscientização de sua base. Audiências públicas, participação em atividades-chave dos municípios e mobilizações de rua têm são algumas das ações colocadas em prática. Essas estratégias serão reforçadas neste segundo semestre, quando o presidente da Federação, Doriel Barros, juntamente com diretores mais diretamente ligados aos Polos Sindicais, fará um giro pelo estado. A iniciativa visa ao fortalecimento do diálogo com as lideranças sindicais, na perspectiva da implementação do Projeto Político do Movimento Sindical Rural para 2018. Hoje, os municípios visitados serão Brejão, Terezinha e Bom Conselho.

Com as informações resultantes desses diálogos,  a FETAPE poderá, por exemplo, decidir que estratégias utilizará, no ano que vem, para que a população do campo de Pernambuco vote de forma consciente, sem esquecer dos políticos que têm votado contra os trabalhadores e trabalhadoras, seja no que diz respeito ao golpe, com o impeachment da presidenta Dilma e o impedimento das investigações relacionadas ao presidente Temer; seja a favor da reforma trabalhista e da Lei da Terceirização,  que foram grandes violações aos direitos conquistados durante anos e anos de luta. Nesta quarta-feira, ele estará em Buíque, Tupanatinga e Garanhuns.

Outra questão que estará em pauta, é o apoio a candidaturas que dialoguem diretamente com as bandeiras de luta do Movimento Sindical Rural. A FETAPE, ao longo dos anos, tem estimulado as lideranças sindicais a colocarem seus nomes à disposição de cargos eletivos. Por isso, atualmente, existem prefeitos/as, vice-prefeitos/as e vereadores/as que foram apoiados pelo Movimento. Isso sem contar o fato de a Federação ter conseguido eleger, por dois mandatos consecutivos, o primeiro agricultor familiar a ocupar um assento na Assembleia Legislativa de Pernambuco, que foi o deputado Manoel Santos (falecido em 2015). 

Fonte: Ana Célia 
Tecnologia do Blogger.