Cadeia produtiva leiteira busca se recolocar na liderança

Representantes do setor leiteiro de Pernambuco se reuniram para discutir iniciativas de reestruturação da pecuária leiteira no estado. O deputado estadual Claudiano Filho, que também preside a Comissão de Agricultura na Assembleia Legislativa, participou do encontro e enxergou a importância das demandas apresentadas.

Segundo informações do IBGE no seu último levantamento em 2016, os estados de Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul estão entre os maiores produtores do país.  Para Claudiano, o caminho para se ter um setor produtivo forte e consolidado passa por um grande investimento não só do produtor, mas principalmente por um forte incentivo público.
Dentro desse mesmo espírito, o governador Paulo Câmara (PSB) se dispôs a participar do processo de construção de uma pauta conjunta de medidas para fortalecer a cadeia produtiva no estado. Na 1º reunião realizada ontem, na Secretaria da Fazenda, estiveram presentes o secretário da Casa Civil, Nilton Mota; da Agricultura, Wellington Batista; e o executivo da Fazenda, Bernardo D’Almeida; além do presidente da Sociedade Nordestina dos Criadores (SNC), Emanoel Rocha; presidente da Federação de Agricultura de Pernambuco (FAEPE), Pio Guerra; presidente da Ad-Diper, Leonardo Cerquinho; presidente do Sinproleite, Saulo Malta; representantes da Associação Força do Leite e vários produtores de leite e de queijo do estado.
Os dois pontos de destaque da pauta de ontem foram a extensão dos benefícios fiscais que já são dados aos queijos artesanais aos demais produtos lácteos produzidos nas pequenas fábricas conforme legislações que especificam essa categoria. “A intenção desta medida é permitir o aumento na produtividade gerando maior poder de mercado ao pequeno produtor”, diz Claudiano. Outro tema bem debatido foi a regulamentação pela Adagro da Lei nº 15.607/2015, de autoria do deputado, que desburocratiza o registro das fábricas de queijo e produtos lácteos, resguardando o controle da qualidade sanitária.
Para o produtor Edson Felix todas essas iniciativas são fundamentais para soerguer a cadeia produtiva do leite. “O investimento em forma de benefícios fiscais é de extrema importância para nós que já enfrentamos vários obstáculos de competitividade no mercado, sendo fundamental para que possamos consolidar Pernambuco novamente como um dos líderes nacionais na produção leiteira”, anima-se o produtor. Já o presidente do Sinproleite acredita que a disposição do governo em receber o setor para discutir e em conjunto apresentar saídas para a reestruturação já é um sinal de valorização da cadeia leiteira do estado. “A gente vai sair hoje daqui muito feliz por saber que temos um caminho promissor em relação às nossas demandas. O governo está sensível e o estado como um todo só tem a ganhar, comemora Saulo Malta.
Blog Do MAGNO
Tecnologia do Blogger.