Durante entrevista na Buíque FM, Julio Cavalcanti convoca parlamentares da base a usarem os meios de comunicação pra falar a verdade sobre a situação do estado.


Reforçando  sua trajetória politica para 2018, já contando com o apoio de Miriam Briano, ex vice prefeita  de Buíque, dos vereadores  Luís Cristiano, Jordão Briano , Creusa Couto , além do ex vereador Damião Tomé e outras lideranças politicas do município de Buíque,  entre elas Vandelson dos correios,   na tarde desta sexta-feira (27) o deputado estadual Júlio Cavalcanti usou os microfones da Buíque FM  onde foi  entrevistado por Rodrigo Andrade .

Considerado oposição   na  casa Joaquim Nabuco,  o Arcoverdense que também é filho de Buíque devido um titulo de cidadão ganho  por um unanimidade na câmara municipal , Júlio deixou tudo muito bem claro  que o sol não brilha  tanto o quanto  estão dizendo alguns dos parlamentares  Pernambucanos que hoje fazem parte da  bancada governista  dentro da própria ALEPE.

Convocando os deputados da situação  a usarem os principais meios de comunicação pra dizer a verdade sobre a real situação que estar passando o estado, Júlio começou seu debate  chamando de Tabua de Pirulito a PE 270, nome alusivo dado por ele , pela situação  que se encontra o trecho que liga Arcoverde ao município de Itaíba, hoje um dos mais esburacados do estado.

Como sua pauta foi  direcionada ao município de Buíque, Júlio Cavalcanti não se mostrou surpreso com a denúncia feita ontem pelo vereador André de Toinho, quando se referiu a possível paralisação das obras do asfalto que foi uma das suas principais reivindicações para que a obra saísse do papel.
Tratando-se de segurança e saúde, Júlio fez questão de ressaltar  que o problema  não atinge apenas o município de Buíque, mais sim todas as cidades  do território estadual , mas que como o governador  já marcou uma pauta , onde cada parlamentear deverá  solicitar suas emendas, e  para Buíque, ele deverá destinar algumas emendas, inclusive para aquisição de mais uma ambulância  em comum acordo com suas lideranças e o próprio poder executivo.
Voltando ao topo do início de sua entrevista, Júlio Cavalcanti fez questão de mais uma vez  deixar bem claro que  a duplicação  do trecho da serra do Salobro, quando o saudoso Eduardo Campos visitou pela ultima vez o município , atendendo um pedido seu , já tinha entrado na lista de um aditivo para início e conclusão, mais como o atual governo pelo jeito não conhece Pernambuco, as obras não saíram do papel.
E por fim, ao falar da violência , Júlio  disse que, é necessário tomar medidas preventivas o quanto antes, isso porque a violência não para de crescer  em todo estado e que não é admissível que tantas vidas seja perdidas por falta de segurança  num estado que seu gestor não encarra a realidade.
          

Tecnologia do Blogger.