Zeca anuncia ambulância e detalha emendas para Buíque em entrevista com Jonas e Miriam

          Acompanhando do ex-prefeito Jonas Camelo (PSD), da ex-vice-prefeita Miriam Briano (PSB) e dos vereadores Jordão Briano, Creusa Couto, Luiz Cristiano , o deputado federal Zeca Cavalcanti esteve no início da tarde desta sexta-feira (20) concedendo entrevista à Rádio Buíque FM. 

Na pauta as emendas para o município, política nacional e estadual e a aliança com o grupo do ex-prefeito Jonas juntamente com o grupo de Miriam.

“Fico enormemente feliz por ter ao meu lado essas figuras maravilhosas que fazem política de alto nível, olhando para o povo, e tenho certeza de que essa aliança dará bons frutos para Buíque agora e no futuro”, ressaltou Zeca Cavalcanti ao comentar a união dos dois grupos em torno de sua reeleição em 2018.

Estavam acompanhando o parlamentar também os ex-vereadores Ronaldo Andrade e Damião Tomé, além das lideranças Anerisvaldo Nazário e Graça Honorato. Antes de se dirigir a emissora, Cavalcanti esteve visitando o empresário Dedinho do Posto. 



Zeca Cavalcanti fez um balanço das emendas já alocadas para o município nos últimos três anos que somam R$ 1.866.673,00 destinadas as áreas da saúde e desenvolvimento, a exemplos de aquisição de equipamentos e custeio para as unidades de saúde que totalizam mais de R$ 1,2 milhão. Na lista ainda tem máquinas e poços cristalinos que já estão sendo perfurados nos sítios Quisanga e Pedrinhas. O parlamentar trabalhista também anunciou que, atendendo pedido de Jonas e Miriam, vai destinar recursos para a Prefeitura de Buíque para a compra de uma ambulância Tipo A.

Sobre a política estadual, Zeca Cavalcanti criticou o excesso de mídia e a pouca ação na melhoria da segurança da população pernambucana por parte do governador Paulo Câmara (PSB). “Hoje temos um estado refém da violência e um governador que não governa, não tem pulso para resolver os problemas que afligem nosso povo”, disse o deputado trabalhista.

Quanto a questão nacional, o deputado Zeca Cavalcanti defendeu que o presidente Michel Temer seja investigado, julgado se for formalmente acusado e condenado se for culpado, “mas o que não pode é afastar o presidente agora, deixar o País em completa instabilidade econômica aonde quem vai pagar é o povo com o desemprego, a inflação e outros problemas na economia”. Para Zeca Cavalcanti, o Brasil não suporta passar por três sucessões em apenas um ano. “Se o presidente tem culpa, se for condenado, tem que pagar, mas a partir de janeiro de 2019 quando sair da presidência e já termos elegido um novo presidente. Não estamos na Câmara condenando ou inocentando o presidente, isso quem vai fazer é a justiça na hora certa”, concluiu Cavalcanti.

O deputado Zeca Cavalcanti encerrou a entrevista reafirmando seu compromisso com o povo de Buíque e se colocando à disposição tanto dos correligionários quanto do prefeito atual para trabalhar pelo desenvolvimento do município. “Nós procuramos sempre fazer uma política voltada para os interesses da população, em alto nível, sem olhar cores, assim como fizeram nossos amigos Jonas e Miriam que me pediram e estou colocando recursos para uma ambulância de porte para Buíque, e assim vamos continuar trabalhando por esta terra e seu povo”, concluiu o deputado Zeca Cavalcanti.  
Reprodução da Folha das Cidades
Tecnologia do Blogger.