Com todos os ventos soprando ao seu favor, Prefeito de Buíque tem suas contas de contas de 2005 e 2007 aprovadas numa única sessão na câmara de vereadores

Bem longe da crise econômica Brasileira  que tem derrubado vertiginosamente as aprovações do prefeitos  em todo município, entre os 100 gestores públicos municipais que participaram  de uma Assembleia Geral   Extraordinária promovida pela Associação Municipalista de Pernambuco, (AMUPE), quando indagado sobre as finanças de seu município, Arquimedes Guedes Valença  prefeito de Buíque, ao invés de  encabeçar a lista dos prefeitos que estão tendo que cortar a própria carne , surpreendeu  a todos  com seu otimismo  ao falar positivamente  dos caminhos encontrados  por ele e  por sua equipe de finanças que juntos tiveram muito jogo de cintura  para reverter o jogo , driblar a crise  e deixar o município entre os poucos que  estão preparados para  enfrentar os  desafios  com as quedas das receitas , e  inúmeros compromissos para saldar, entre eles folhas de pagamentos  dos meses de Novembro e Dezembro, e ainda o 13º salario do funcionalismo publico municipal.
  
 VENCENDO A CRISE – Na direção contrária da crise vemos bons exemplos no nosso Estado. É o caso do prefeito de Buíque, Arquimedes Valença, que está no seu quarto mandato. Buíque é um dos poucos municípios pernambucanos que está conseguindo manter pagamentos de funcionários em dia; além de obras, ações e a confiança de diversos setores. Desde o início de sua gestão, Arquimedes sabia do tamanho do desafio que enfrentaria, e, com toda a sua articulação e parcerias, está conseguindo reestruturar um município que está saindo dos piores índices na Saúde para um dos melhores, como mostra os levantamentos feitos pela Secretaria estadual de Saúde.(Blog do Magno)


Com o ibope lá em cima e todos os ventos soprando ao  seu favor, assim como aconteceu  na semana passada onde as contas do exercício de  2006  por unanimidade foram aprovadas , com os mesmo argumentos de defesas apresentados anteriormente ,  na mesma sessão que aconteceu  na manhã desta quinta-feira (16) as contas do exercício de  2005 e 2007  seguindo o  parecer  favorável da comissão de Justiça, Legislação e Redação Final, com um voto contra e uma abstenção  as duas contas  foram aprovadas pelos  vereadores , exceto Creusa Couto que se absteve, Dão Tavares que votou  contrario  e Luís Cristiano que faltou a reunião.    
Tecnologia do Blogger.