Em parceria com o estado, município de Buíque oferece toda logística na operação tapa buracos para adiantamento das obras.

Depois de vários acidentes, depois  de vários prejuízos causados aos proprietários de veículos que trafegam  pela PE 270, hoje chamada de Tábua de Pirulito, isso devido ao estado de mau  estado de  conservação,  onde trafegar   entre Arcoverde  e Itaíba, passando por Buíque e Tupanatinga  requer  do próprio condutor  experiência  no volante e muita paciência,  logo após anuncio do início da operação tapa buracos , antes mesmo que apareça mais padrinhos para obras, após uma reunião a portas fechadas , representando o prefeito do Município de Buíque, Luiz  Medeiros, que  hoje ocupa o cargo de diretor de Transito , acompanhado  de Dr Jaime, responsável  pela empresa Tirrol , empresa que começou a executar  os serviços na PE 270, no início da tarde desta quinta-feira (25)  em entrevista a uma radio local  acabaram tirando algumas duvidas a respeito da operação “Tapa Buracos “  que iniciou ainda na manhã do mesmo dia.

Demonstrando –se   surpreso  com as últimas notícias envolvendo os inícios da Operação Tapa Buracos ,  Luiz Medeiros  deixou muito bem  claro que , o pleito  para início das Obras  por parte do governo municipal   vem  sendo feito a vários meses, inclusive  sendo necessário que  Telma Valença , na frente do responsável pela empresa executora  fizesse um pedido  ao Deputado Fernando Monteiro   para que ele intervisse  junto a Sebastião Oliveira , Secretario  Estadual  o início das de Obras .

Como para tudo e qual  início de obras  existe-se uma contra partida, com a aproximação do carnaval 2018 em Buíque, e com o mal estado de conservação da PE 270, Principalmente  entre Arcoverde e Buíque, para agilizar o processo e  início das obras, além  de fazer um pedido de urgência junto ao governo do estado quando recentemente esteve  com Paulo Câmara em Caetés, para que  que maquinários e trabalhadores  começasse os trabalhos  foi  necessário  por parte do governo municipal oferecer toda uma logística , incluindo alimentação e hospedagem  tudo por conta do município de Buíque.

Ainda de acordo com a entrevista, mesmo que não tendo tempo hábil , se as obras  não  ficarem  até o carnaval 100% concluídas , pelo menos 80 % será  finalizada , isso numa extensão de 25 km entre as cidades de Buíque e Arcoverde .
Foto: Divulgação PMB   
   


Tecnologia do Blogger.