Há dois dias que antecede a abertura oficial do Carnaval , considerada ícone cultural, Nazilene Torres é homenageada e tem orquestra de frevo com seu nome gravado na mente e memória dos Buiquenses.


Assim como  a fé move montanhas, como a vida imita a arte, Nazilene Torres, dentro de fora do circuito cultural do município de Buíque   continua sendo uma lenda viva que mais do que nunca  representa  um  passado de glorias e  futuro de alegrias  quando o assunto é eventos culturais dentro e fora  da capital do vale.

Considerada  uma das mulheres que  respira arte e cultura, seu legado de vida  reflete nas cores de cada  peça  decorativa, seja no carnaval, no São João ou até mesmo  em outros  eventos  movidos pela culturalidade de um povo  hospitaleiro  que sabe dar seu devido valor aos artistas da terra.

Como o tempo passa rápido e a vida segue em frente, depois de promover tantas homenagens a filhos ilustres de sua amada terra natal, num gesto de nobreza aliado a gratidão do que ela fez pela cultura e pelo seu município, no início de noite desta quinta-feira(08) familiares e amigos  se uniram a dezenas de alunos do Sesc Buíque  para  homenagear  uma mulher que como os grandes mestres tem seu nome escrito nas paginas das melhores historias da vida.

Com direito a uma orquestra, que por sinal ganhou seu nome, outras dezenas de amigos  entraram no ritmo do frevo   com parada obrigatória  na residência da homenageada  que  após ouvir  declarações de quanto é importante na vida de cada um dos amigos .   

Tecnologia do Blogger.