Wellington Bezerra , da zona rural de Buíque para o segundo lugar na 24ª Maratona de São Paulo


Quando deixou   seu torrão num pedaço de chão, em Buíque    no  agreste  Pernambucano, Wellington Bezerra, hoje o famoso cipó,  fez questão de  levar  consigo  a vontade de vencer, vencer, e vencer.

Sem nem apoio financeiro  para  seguir um esporte  pouco  acreditado  no interior,   seu desejo de um dia mudar sua historia  correndo pelo mundo afora, Cipó  rezou e pediu a Deus  forças  para lutar e vencer na vida , onde a cada regresso  a sua terra natal  ele  ser  reconhecido  como um jovem que  saiu da zona rural, e com  seu  talento próprio conseguir ser visto e lembrado  como um campeão   orgulhando  sua humilde família e  uma cidade que hoje  a cada entrevista  tem seu nome  citado, porque foi de lá que ele é.

Acostumado a participar das maiores  maratonas do mundo, entre elas a São Silvestre,  milésimos de segundos  lhes separaram de alcançar o  primeiro lugar  na 24ª Maratona de São Paulo , onde  depois  de 2 horas, 16 minutos e  06 segundos  se consagrou vice campeão ficando a frente de  dois quenianos e  um húngaro .
     
Na prova, Solonei assumiu a ponta a partir do km 34, ele  e Wellington Bezerra, quarto em 2017, foram juntos até quase o fim da prova, quando o vencedor conseguiu abrir e ganhar mais uma vez a Maratona de São Paulo

Foto: Divulgação.

Tecnologia do Blogger.