Arte transforma vida de socioeducandos do Case/Cenip Arcoverde


Socioeducandos do Case/Cenip Arcoverde estão ampliando horizontes por meio da arte e da cultura. Num curso que acontece três vezes por semana, os jovens entram em contato com artesanato, música, dança e pintura em xilogravura. Graças às aulas, os adolescentes já puderam participar até de um desfile carnavalesco, onde exibiram os materiais confeccionados e tocaram instrumentos de percussão.
Uma das atividades que mais chamam atenção é a pintura em xilogravura. As paredes da quadra da unidade estão ficando repletas de frases e imagens produzidas pelos próprios socioeducandos. De acordo com a coordenadora geral da unidade, Alane Mendes, o curso acontece de maneira continuada, o que viabiliza que todos os internos do Case/Cenip sejam beneficiados.
As aulas acontecem nas terças, em dois períodos, e nas quintas e sextas-feiras, apenas no período da tarde. De acordo com a coordenadora técnica do Case/Cenip Arcoverde, Maria Nailma de Almeida, as aulas vêm trazendo vários frutos. “Quando o instrutor está presente na unidade, o clima melhora muito. Os meninos ficam muito alegres, e as atividades trazem um benefício real para todos”, conta.
O curso, ministrado pelo arte-educador Wellyngton Santos, também preza pela sustentabilidade e consciência ambiental, tentando ensinar atividades que causem impacto direto nas vidas dos jovens. “Pra mim, é muito prazeroso. Ver a socioeducação por meio da arte, a mudança positiva de comportamento, é algo inestimável”, destaca o educador.
O socioeducando R.S., 18 anos, compartilha do sentimento de satisfação e alegria por estar participando da atividade. “Eu gosto muito das aulas de percussão e penso em fazer um curso profissionalizante sobre isso no futuro”, conclui.
Fonte: Portal do Sertão


Tecnologia do Blogger.