A Triste Realidade :Valor do aluguel em Buíque que é o mais alto na região, acompanhado da crise no comércio faz com que algumas lojas façam demissão ou feche suas portas


Considerado um polo turístico do estado,  Buíque no agreste do estado, além  de estar na lista das cidades  que   tem regiões produtivas , como a ribeira com  sua agropecuária sustentada pelo seus derivados do leite , cerâmicas em pleno funcionamento  gerando empregos e rendas ,  seguida pela região do Catonho que além de abastecer  as feiras livres da cidade e região  com  suas  plantações de verduras , incluindo batata doce, mandioca e outros gêneros alimentícios, o que poderia estar sendo comemorado ,  quando  a economia e geração de emprego e renda se volta para a  sede do município,   agora  estar começando  a gerar  um certo tipo de preocupação.

Se de um lado o comércio anda ruim, comerciantes de vários setores , quando não estão fechando as suas portas, estão  demitindo seus empregados e se perguntando  o que vai ser do amanhã   porque não estão vendendo nada, ou se vendem não é o suficiente para cobrir seus compromissos , principalmente  o pagamento do aluguel que se diga de passagem, em Buíque  é inflacionado  tornando-se o mais  caro de toda região.

Existindo divergências  comparativas , um ponto comercial  no centro da cidade  hoje  não custa menos de Mil Reais, dependendo do tamanho em metros quadrados, pode chegar a seus Dois Mil Reais, o que para  o porte da cidade e  o momento de crise  que o país atravessa , além de ser muito caro  estar fora da realidade .

Se com  os pontos comerciais e realidade  e esta,  imagine  você  o que acontece com os  imóveis residenciais , onde uma casa ou apartamento de dois quartos, sala, cozinha e banheiro  não sai por menos de Quinhentos Reais, dependendo o local e as condições  do imóvel  o preço  oscila entre  oitocentos e mil reais.

Atuando em Buíque  por mais de uma década  no setor de informática, com lojas em Pesqueira e Arcoverde,  a Inforshop   que  até ontem, (15) funcionava  num prédio ao lado da câmara municipal, neste sábado ao invés de abrir as suas portas para atender seus clientes, por um prazo indeterminado acabou fechando as suas portas.

Perguntada o motivo de  estar fechando as portas, sua proprietária  alegou que com as quedas nas vendas , e o valor alto do aluguel  do ponto  não  tinha como manter  o comércio em pleno funcionamento, sendo assim  provisoriamente enquanto não arruma outro ponto na cidade com o valor do aluguel mais acessivo , continuará mantendo toda sua relação e atendendo seus clientes  na  loja de Arcoverde , onde  a maioria dos Buiquenses então preferindo fazer suas compras  com a mesma qualidade de Buíque , só que, pagando menos.    
  


Tecnologia do Blogger.