Entre a dor e a saudade, em menos de um mês, uma mãe perde sua filha e em prantos ver seu neto retirado de sua própria casa em Arcoverde .


Arcoverde no sertão do estado, conhecida como uma cidade conhecida por pessoas que lutam , por pessoas que  se solidariam, por pessoas que amor ao próximo, e sendo com essas palavras  proferidas pela vereadora e presidente da câmara  de vereadores , Célia Cardoso que simbolizou a luta do bem contra o mal  numa das historias  mais emocionantes de todos os tempos , envolvendo uma avó, uma mãe e um neto.

Numa historia de  dor e saudade , onde a luta por justiça  começou   no início da noite da ultima quinta-feira ,(09)  quando cumprindo  a uma decisão  judicial ,  por volta das 18 horas conselheiros tutelares  acompanhados de seis  viaturas  da Policia Militar retiraram  da casa de Gerluce  Claudino de Omena, seu neto  que ficou com ela quando a pouco menos de um mês sua filha Laila, faleceu .

Clamando  por justiça,  emocionadas , centenas de amigos  percorreram  ruas e avenidas da capital do sertão para chamar a atenção da própria justiça  que reveja  a decisão , porque Gerluce  além de perder sua  filha, em menos de um mês   sem  dó nem piedade  teve seu neto  retirado de seus braços.

Em outra parte da passeata  num discurso emocionada  , a própria Gerluce   demonstrando –se indignada  e  desabafou  dizendo que;  ao  tomar conhecimento  do  nascimento  do pequeno Théo,  o pai da criança  recusou-se   registrar o filho alegando que a criança não era dele, inclusive  citou que só registraria a criança depois de um exame de DNA, além dos avós paternos  nunca terem se preocupados com o neto.

Tecnologia do Blogger.