São João de Arcoverde: Com a certeza do dever cumprido. Albérico Pacheco usa seu Facebook para abrir seu coração


Com a expertise adquirida ao longo dos 17 anos em que diretamente trabalho no planejamento, organização e execução do São João de Arcoverde, posso afirmar com toda convicção de que esta edição de 2018 foi, contrariando todas as expectativas (principalmente da turma que tenta puxar pra baixo), a melhor e mais abraçada de todos os tempos e, de forma especial, desde 2013 (vem numa crescente), quando o novo conceito da festa maior de Arcoverde, recebeu, com toda justiça e merecimento, o título de CAPITAL DO SÃO JOÃO!!!
Foram nove noites – oito com shows artísticos e uma com o já tradicional festival de quadrilhas juninas – lotadas na acepção do termo, não apenas no chamado Polo Multicultural (principal), mas também em todos os demais polos de animação.
E, como já é tradição desde 2001, a festa, que também é temática, nesta versão de 2018, com o mote - “Pífano é Arte, Pífano é Emoção... Em 2018 o Som do Pífano faz a Festa da Capital do São João”, rendeu justa homenagem a BANDA DE PÍFANOS SANTA LUZIA que, prestes a completar 80 anos, levou às ruas e aos polos de animação, a arte e o legado do seu fundador – o lendário Mestre Romão Batista de Santana, personificado na figura de seus herdeiros (filhos, sobrinhos e netos).
Além da justa homenagem – idealizada pela Prefeita Madalena Britto – a versão deste ano contou com mais de 150 atrações artísticas e culturais, sendo que, também por orientação da Prefeita, com predominância absoluta das atrações locais que atingiu patamar próximo de 80% em relação ao total de atrações da grade deste ano. Fato que, inclusive, não sabemos se de forma voluntária ou involuntária, propiciou um velado elogio de um importante político local que denominou a festa de “TUPINIQUIM” (que pode ser entendido como quem é da terra, identificado com sua origem, brasileiro...). Como disse, um elogio!!!!
No nove dias de festa, que tradicionalmente atinge os dois finais de semana onde se comemora o SÃO JOÃO e o SÃO PEDRO, seguramente, mais de 500 mil pessoas, entre nativos (que saem de suas residências para participar efetivamente dos eventos), visitantes, excursionistas e turistas, circularam pelos polos de animação, estrategicamente espalhados pela cidade, participando de todos os shows e cortejos e outras atrações oferecidas gratuitamente durante os nove (09) dias da melhor e mais criativa festa junina do Nordeste – em Arcoverde, a Capital do São João.
Considerando os equipamentos cadastrados na SETUR, segundo levantamento realizado, a taxa de ocupação atingiu os seguintes índices:
- Entre 22 e 24/06 = 100% de ocupação
- Entre 25 e 27/06 = 70% de ocupação e
- Entre 28 e 30/06 = 90% de ocupação.
Levantamentos extraoficiais dão conta de que mais de 300 imóveis foram locados por vários períodos dentro do período geral da festa, entre 22 e 30 de junho.

Estima-se que durante o mês de junho, período em que se realiza o São João de Arcoverde, foram gerados mais de 30 milhões na economia local, com o aquecimento na movimentação da rede hoteleira e extra hoteleira, nos equipamentos de gastronomia em geral, no comércio, na rede de prestação de serviços em geral e em toda a infraestrutura de apoio ao turismo existente na cidade.
Também estima-se que, diante dessa movimentação econômica, mais de 3 mil empregos diretos e indiretos foram gerados durante todo o mês de junho.
Esses dados foram apresentados durante a COLETIVA DE IMPRENSA - que aconteceu na última terça-feira dia 03 no Gabinete da Prefeita – e, como não poderia ser, provocou a “ira” de alguns blogs tupiniquins (de oposição, claro), que logo tentaram desqualifica-los, todavia, com argumentos pífios, sem base e totalmente sem propósitos. Tudo em cima de suposições e, claro, de muitas, muitas ilações.
Porém, não adianta o mimimi do pessoal do quanto pior melhor. A festa, na atual gestão, mesmo enfrentando crises e mais crises econômicas que fragilizam as já combalidas finanças públicas; com muita coragem, força de vontade, trabalho e criatividade da equipe, coordenada pela Presidente do Comitê Gestor Andréia Karla e o comando da Prefeita Madalena Britto, têm mantido e elevado o nível e colocado ARCOVERDE no rol das cidades que realizam as maiores e melhores festas juninas do Nordeste e do Brasil.
É isso, “queiram ou não queiram os juízes” o nosso SÃO JOÃO é “madeira que cupim não rói” !!!!
VIVA O SÃO JOÃO DE ARCOVERDE
QUE VENHA 2019!!!!
Fotos: David Mayer e PC Cavalcanti
Fonte: Albérico Pacheco 


Tecnologia do Blogger.