Atual Ministro da Justiça, Raul Julgman diz que é de entro dos presídios que facções comandam a violência no país


Com episódios recorrentes de violência tomando conta de todos os jornais, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, voltou a falar, nesta sexta-feira (16), sobre a situação de calamidade em que se encontra o Brasil. Ele alertou que existem 70 facções criminosas no país, todas nascidas dentro do sistema prisional.
 “Discutir violência sem olhar para dentro do sistema prisional é uma discussão capenga. O motor da violência nas ruas está dentro da prisão, e não fora”, apontou o ministro. Ele destacou que, para evitar que presos façam parte de facções, é preciso aplicar penas alternativas para condenados de baixa periculosidade e monitorá-los por meio de tornozeleiras eletrônicas.
É de dentro dos presídios que sai a maior parte dos comandos para atacar instituições públicas, incendiar ônibus e gerenciar milhões em drogas, por exemplo. Jungmann garantiu que é preciso discutir o sistema punitivo para diminuir a violência no país. Ele defendeu também, como forma de ressocialização, a oferta de trabalho e educação aos detentos. Mas cabe principalmente ao setor público (estadual e federal) combater, de forma mais eficaz, o funcionamento das facções, para, assim, controlar novamente os presídios.


Tecnologia do Blogger.