Exclusivo: Interdição do Matadouro Publico de Buíque já era prevista porque já vem se arrastando desde de 2007


Na ultima segunda-feira (28)  uma decisão tomada pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco, através  da vara única da Comarca de Buíque  colocou por fim as atividades  do Matadouro Publico  Municipal  localizado ao lado da Feira do Gado.

A  decisão foi tomada  depois que a promotoria concluiu que; o Abatedouro  Publico  Inspecionado  não mais apresenta  mínimas condições de funcionamento, uma vez que sua estrutura física  encontra-se em estado  avançado de deterioração(Ruinas) e com instalações  inapropriadas além da falta de um sistema  adequado  de tratamento e destino final dos  objetos.

Compulsando os autos, o promotor verificou que desde de 2007  a questão matadouro publico  é objeto de preocupação  do Ministério Publico, isso porque naquele ano foram firmado um TAC  entre o município  afim que fosse adotadas medidas  de inativação, e que  um novo Abatedouro  fosse construído, o que só veio acontecer anos depois e mesmo assim  ainda está inativo aguardando  sua inauguração que deverá acontecer logo após o carnaval.

Diante de tudo ,  após o Matadouro Público ser interditado a prefeitura municipal de Buíque através da Secretaria Municipal de Abastecimento e Agricultura procurou logo um local para o abate dos animais com o objetivo de não prejudicar os marchantes, magarefes e fateiras. Entramos em contato com o Secretario de Agricultura do município de Tupanatinga, que de imediato nos acolheu e já preparou todos os tramites com o Prefeito Silvo Roque, dando total assistência aos nossos marchantes, magarefes e fateiras. A prefeitura de Buíque/PE está dando todo o suporte como: Dois Caminhões Frigoríficos para o transporte das carcaças de Tupanatinga a Buíque, o Médico Veterinário, uma equipe para auxiliar no processo do abate e transporte.

Referente ao novo matadouro, porque não está funcionando ainda. Hoje em dia para um abatedouro desse porte se faz necessário segui todas as exigência que consiste na legislação, são processos que levam tempo. Exemplo no caso da Licença Ambiental do CPRH levou mais de seis meses. Está sendo publicado o Edital para que no prazo de 45 dias saia a Empresa que irá administra o matadouro e normalizar o abate no município. Vale ainda salientar que não é só o município de Buíque/PE que foi interditado temos com exemplo município como Custodia, Arcoverde que já recebeu o comunicado entre outros.

Tecnologia do Blogger.