TCE Rejeita contas do exercício de 2016 do ex prefeito de Buíque

       O ex-prefeito de Buíque, Jonas Camelo (PSD), teve mais uma derrota na Segunda Câmara do Tribunal de Contas do Estado – TCE, que no último dia 28 de fevereiro julgou irregulares sua Prestação de Contas de Gestão referente ao exercício financeiro de 2016. 

Nos relatório do Conselheiro do Relator do TCE Ricardo Rios, ele citou dados da peça de Auditoria aonde revela que em 2016 a prefeitura de Buíque realizou despesas no montante de R$ 693.455,22, sem a realização dos devidos processos licitatórios, apesar dos valores terem sido superiores ao limite para dispensa.


Outras irregularidades citados pelo Conselheiro Relator são a deficiência nos controles dos débitos municipais e multas imputadas pelo TCE-PE; Contribuições Previdenciárias devidas ao RGPS recolhidas intempestivamente; Recolhimento a menor das contribuições previdenciárias patronais devidas ao RPPS; Ineficiência do Sistema de Controle Interno; Inexistência de comprovação das despesas com publicidade; Inexistência de controle de combustíveis; Prorrogação irregular de contrato de prestação de serviços no setor de tributos e despesas indevidas no Setor de Educação.
Fonte: A folha das Cidades
Tecnologia do Blogger.