Buíque: Após ter seu nome vinculado na imprensa, em nota Corina Galindo diz que não tentou adiar votação, apenas pediu esclarecimentos as partes interessadas


Tomada pela notícia que o Portal Folha da Cidade em sua postagem desta sexta-feira dia seguinte a aprovação do projeto de Lei  oriundo do Poder Executo criando o Conselho Municipal de Patrimônio Histórico onde citou que  Corina Galindo , presidente da câmara municipal de  tentou adiar  a votação de uma suplementação , cujo destino seria  para desapropriação  da casa Nossa Senhora das Graças o que de fato não aconteceu.

Após a aprovação do Projeto que cria o Conselho Municipal de Patrimônio Histórico e Cultural, e por entender que a casa Nossa Senhora das Graças está passível e reúne todas as condições  para seu tombamento.   

O Projeto de lei 011/2019 que trata-se credito suplementar  de 300 mil reais  destinado a construção de uma unidade escolar , como o projeto não especificou  o que seria  preservado e como será preservado, Segundo Corina Galindo  por entender da necessidade da preservação  e tombamento do complexo que inclui a casa das Freiras e a capela de Nossa Senhora das Graças assim como a  principal entrada, buscou informações   com as partes interessadas solicitou do poder executivo  maiores esclarecimentos o que  não configura  assim uma tentativa de adiar a votação do pedido de suplementação .Segundo a Presidente  Corina Galindo.

Tecnologia do Blogger.